segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Ipuaçu - Santa Catarina / BR e Rota da Amizade Convention

Ipuaçu é um município do estado de Santa Catarina, no Brasil. Localiza-se a uma latitude 26º37'53" sul e a uma longitude 52º27'18" oeste, estando a uma altitude de 720 metros. Sua população estimada em 2004 era de 6.275 habitantes. "Ipuaçu" é um termo de origem tupi que significa "grande barulho de água", através da junção dos termos 'y (água), pu (barulho) e gûasu (grande). Alternativamente, segundo o Dicionário Aurélio, "ipu" vem do tupi ipo'ú, que significa "alagadiço". "Ipuaçu" significaria, portanto, "grande alagadiço". Ipuaçu é um município indígena de Santa Catarina. Segundo o censo de 2000, 47,9% de seus habitantes são índios guaranis ou caingangues, etnias estas que habitavam a região desde antes da chegada dos primeiros colonizadores de origem europeia, a partir do século XVI. O restante da população é basicamente de origem europeia, descendente de italianos, alemães e poloneses que chegaram à região a partir do século XIX. Na noite de 13out2012 no Estúdio SC, o ufólogo e repórter do Gazeta Regional Ivo Dohl destacou a matéria dos agroglifos em Ipuaçu que surgiram na noite de domingo (06). A equipe do Estúdio SC esteve na região Oeste e deu importância significativa ao misterioso surgimento dos círculos em Ipuaçu. Oito novos agroglífos foram constatados no final da tarde de domingo (6), desta vez, no município de Ipuaçu. O ufólogo Ivo Hugo Dohl, que esteve no local, contou que por volta das 18h30min, o jovem Marcelo Bianchi retornava de uma partida de futebol, no município de Ouro Verde, quando constatou a formação de oito círculos, um quilômetro e meio do centro da cidade de Ipuaçu. O ufólogo conta que a perfeição na formação dos círculos impressiona. E, conforme ele, “são autênticas”. O local do aparecimento dos compreende a uma área de 50 metros. Ivo Dohl explica que as fotos já foram encaminhadas para análise detalhada, mas que ele aguarda a vinda de pessoas especializadas de São Paulo e Rio de Janeiro. O ufólogo acredita que as marcas deixadas em Ipuaçu foram realizadas pelos “irmãos das estrelas”, como ele mesmo define. Desde a última semana, foram encontrados círculos em Ouro Verde e Bom Jesus, mas que segundo Ivo Dohl, foram feitos por seres humanos. O ufólogo fez um desenho que explica como foi a aparição dos círculos. Mais dois - Há outra notícia narrando a descoberta de mais duas figuras nesta segunda-feira nas proximidades, o que aumentaria para 10 os agroglifos – em menos de 24 horas – em Ipuaçu
Terra da maça: http://www.fraiburgo.sc.gov.br

Situada no planalto central de Santa Catarina, Fraiburgo fundada na final da década de 30, quando os pioneiros, integrantes da família alemã Frey se estabeleceram na região e iniciaram a extração de madeiras nobres. Sua emancipação política aconteceu oficialmente em 29/12/1961. Com o final do ciclo madeireiro, Fraiburgo encontrou sua verdadeira vocação e passou a se dedicar ao cultivo da maçã. Graças a sua altitude, as baixas temperaturas no inverno e o verão ameno, a maçã hoje é cultivada em larga escala no município, por este motivo é conhecido como “Terra da Maçã”.

Com aproximadamente 35 mil habitantes, Fraiburgo esta situada a 1050 metros acima do nível do mar e possui atrativos irresistíveis. Suas Paisagens são exuberantes e no inverno as geadas e a neve são um espetáculo a parte. Em outubro, a florada das macieiras formam um quadro de extrema beleza. E no tempo da colheita, entre fevereiro e maio, as frutas são um espetáculo de cores e sabores. O setor de hospedagem dispõe de hotéis desde categoria quatro estrelas até pousadas, todos oferecem muito conforto. Seja Bem – Vindo a verdadeira Terra da Maçã. Em Fraiburgo você é recebido de braços abertos.



Capital catarinense da uva e berço da Perdigão: http://www.videira.sc.gov.br

A colonização de videira teve inicio por volta de 1918, quando a localidade ainda tinha o nome de Vila do Rio das Pedras, denominação que foi substituída em 1921, por Perdizes. Muitas famílias de imigrantes de origem italiana, oriundas do Rio Grande do Sul fixaram-se nessas terras e através da produção agrícola familiar deram inicio ao seu desenvolvimento.

Sua emancipação política aconteceu oficialmente em 01/03/1944. O município de Videira, já como importante produtor de uva, o que, consequentemente, motivou sua industrialização, fazendo do município a capital catarinense da Uva e Berço do Perdigão. Paralelamente a produção de uva e a fabricação do vinho, Videira tornou-se ainda um importante centro produtor de aves e suínos, o que propiciou o surgimento de uma das maiores indústrias do setor no mercado nacional: a PERDIGÃO, cujos produtos têm grande aceitação nos mercados nacional e internacional. Videira tem um grande diferencial na região no que se refere ao atrativo noturno, conta com o Observatório Astronômico Municipal Domingos Forlim, quem visita este local não esquece jamais pois é um dos lugares que nos oportuniza sensações únicas e nos transporta à muitas estrelas, planetas e diversas luas.



Coração do vale da uva e do vinho: Pinheiro Preto

A construção da estrada de ferro São Paulo – Rio Grande teve relevante papel no surgimento de Pinheiro Preto, iniciado por volta de 1917, quando alguns trabalhadores fixaram-se ao longo da ferrovia.

Muitos desses moradores acabaram permanecendo no local, mesmo após a conclusão do trecho construído no vale do Rio do Peixe. Depois foi a vez da chegada de alguns colonos, de origem italiana que, de posse de pequenas áreas começaram a explorar a agricultura, destacando-se, posteriormente a fruticultura, com a produção de uva, pêssego e maçã.

Hoje a produção de uva no Município é muito significativa e a sua industrialização e a conseqüente produção de vinho representam a base de sua economia.



Terra dos bons vinhos e do vôo livre: http://www.tangara.sc.gov.br

“Pelas linhas do horizonte o trem de ferro deixou na estação, o inicio da historia de um povo feliz e hospitaleiro”.

Paisagens exuberantes, solo fértil e o trabalho dos colonizadores foram sementes que fizeram nascer esse lugar especial para se viver.

“Em Tangara existe a natureza viva que dá frutas para se colher, a uva, o artesanato, a agricultura e o bom vinho para se beber”.

A agricultura é expressiva no município e está baseada na cultura de grãos, pecuária e fruticultura. È o maior produtor de uvas de Santa Catarina. A vinicultura e a indústria de papel representam importantes atividades econômicas do município.

O povo tangaraense alegra – se em receber a todos que visitam a sua terra oferecendo as belas e delicias de passeios aos pomares, parreirais, cantinas, vinícolas, o bucólico, viver na roça e o encantamento das tradições culturais étnicas no folclore e na gastronomia: a comida da “nona” sempre acompanhada do bom vinho do “nono”, fonte de alegria e do bem viver.



O Tirol brasileiro: http://www.trezetilias.sc.gov.br

Considerado um dos mais importantes municípios turísticos de Santa Catarina, localizado na região do Vale do Contestado, no meio oeste catarinense, Treze Tílias tem sua historia marcada pelo cultivo às tradições austríacas. Fundada em 13 de outubro de 1933 por imigrantes vindos do Tirol – Áustria, liderados pelo então Ministro da Agricultura na Áustria, Andreas Thaler, que optaram por esta região por que aqui encontraram um clima salubre, terras férteis e uma natureza exuberante.

O nome “Treze Tílias” é a tradução do primeiro nome dado a nova colônia austríaca “Dreizehnlinden” um poema de Wilhelm Weber, do qual Thaler era apreciador.

Além das belezas naturais Treze Tílias é conhecida como o “Tirol Brasileiro” porque oferece aos visitantes uma serie de opções com base na cultura e no folclore tirolês, destacando-se a arquitetura Alpina, os grupos de dança folclórica, o canto coral, a Banda dos Tiroleses, as esculturas em madeira (Capital Catarinense da escultura em Madeira), gastronomia austríaca. Também se destacam o artesanato local, a arte nas confecções, a preservação das tradições italianas e alemãs, com uma excelente rede hoteleira, conjugado às tradicionais festas típicas, fazem com que Treze Tílias seja uma atração permanente e o visitante desfrute de momentos inesquecíveis.



O melhor carnaval do sul do Brasil: http://www.joacaba.sc.gov.br

Estrategicamente posicionada por estar no centro das estradas que interligam diversos municípios, Joaçaba se tornou um centro comercial, industrial e de prestação de serviços em educação e saúde. Com 24 mil habitantes, o lugar vive o ritmo de uma cidade grande e também e pólo universitário, com mais de 5 mil estudantes matriculados.

As etnias alemã e italiana predominam em Joaçaba, onde a cultura é conservada através dos grupos folclóricos, corais e gastronomia. A cultura tem brilho especial nas apresentações da banda Carlos Gomes, dos corais, das escolas de samba, dos artistas plásticos, artesãos, músicos e cantores, que destacam Joaçaba como uma das cidades de melhor qualidade de vida do país.



Àguas termais e férias em qualquer estação: http://www.piratuba.com.br

Reconhecida pela Embratur como importante pólo turístico do sul do Brasil, Piratuba integra um cenário de belezas, cercado por muita vegetação nativa, águas termais, cascatas e hospitalidade. Sinônimo de saúde, lazer e descanso o ano inteiro, a cidade encanta os turistas também pela simplicidade de seu povo, que preserva a calma e a tranqüilidade características de cidades do interior.

As águas termais e minerais de Piratuba são irresistíveis com temperaturas de 38 ºC e proporciona excepcionais benefícios terapêuticos. Além de curtir a natureza, o banho nessas águas é salutar contribuindo para o revigoramento das funções físicas e mentais, produzindo efeito anti-stress.

O Thermas de Piratuba Park Hotel ganha destaque com suas modernas instalações, garantindo ao turista uma hospedagem de qualidade, com lazer orientado, alimentação supervisionada por nutricionista e o conforto de 56 amplos apartamentos. Oferece também os serviços de sauna, massagens (terceirizado), aparelhos de ginásticas, piscinas internas com água aquecida, piscina externa, recreacionista, videokê, internet, jogos e coffee shop na área das piscinas.

Rota da Amizade prestigiou inauguração do Portal Turístico de Arroio Trinta e lançamento da Rota Italiana

Com a presença de autoridades e convidados o município de Arroio Trinta inaugurou na última sexta-feira, dia 28 de setembro, um Portal Turístico que é uma réplica da Ponte Rialto de Veneza. Uma homenagem a comunidade italiana do município que é o único fora da Itália a ter no currículo escolar a língua italiana.

O portal conta com diversas salas para abrigar produtos da região, informações turísticas. Em seguida foi realizado o lançamento oficial da Rota Italiana onde o Prefeito de Treze Tílias Rudi Ohlweiler que também preside a Conttur, fez a apresentação do roteiro e de um áudio visual. Como convidado, o presidente da Rota da Amizade Edson Ziolkowski destacou a beleza do Portal, a excelência da gastronomia e as apresentações culturais do município, liderados pelo prefeito Cláudio Spricigo e sua esposa Rosilei. Os convidados foram presenteados também com a apresentação da pequena Bárbara de 13 anos de idade, que é de Arroio trinta e que interpretou belíssimas canções românticas italianas.

Na abertura oficial da Feira das Américas, Santa Catarina ofereceu uma apresentação do Ballet Bolshoi, no Teatro Municipal do Rio de Janeiro. Uma noite inesquecível para o público, pois se trata da única escola do Bolshoi fora da Rússia, e que está situada em Joinville. O governador em exercício Leonel Pavan destacou a promoção como prioridade para Santa Catarina, além dos investimentos em infra-estrutura e também da atração de investimentos para o setor turístico no Estado. “Santa Catarina oferece um turismo muito rico”.



Também esteve presente no evento o empresário Bruno Pisani que falou sobre o projeto do trem turístico para a região com previsão de início das operações em junho de 2008
A locomotiva juntamente com mais vagões que estão sendo recuperados fará parte da mais nova atração turística da Rota da Amizade no Vale da Uva e do Vinho fazendo o roteiro pelos municípios de Videira, Tangará e Pinheiro Preto.

Recentemente a convite do empresário Bruno Pisani, o presidente da Rota da Amizade Edson Ziolkowski esteve em Monte Carlo para visitar a indústria que está construindo os vagões da locomotiva. Conforme Ziolkowski a Rota da Amizade tem muito que comemorar, pois terá um dos melhores “trens de turismo do Brasil” andando nos trilhos da região e parabenizou o empresário pelo arrojo e por acreditar no turismo.

A Rota da Amizade já conta com um trem para passeios turísticos em Piratuba percorrendo os trilhos até Marcelino Ramos.

Nenhum comentário:

JcSHOW

Seguidores

Onde está o rei!

JC no Youtube

Loading...

No you, it´s 4shared