sábado, 25 de fevereiro de 2012

Monte Kilimanjaro - Tanzânia, Africa


O monte Kilimanjaro (Oldoinyo Oibor, que significa montanha branca em Masai, ou Kilima Njaro, montanha brilhante em kiswahili), localizado nas coordenadas 3º07' S e 37º35' E, no norte da Tanzânia, junto à fronteira com o Quénia, é o ponto mais alto de África, com uma altitude de 5.891,8 m no Pico Uhuru. Este antigo vulcão, com o topo coberto de neve, ergue-se no meio de uma planície de savana, oferecendo um espectáculo único.

O monte e as florestas circundantes, com uma área de 75.353 ha, possuem uma fauna rica, incluindo muitas espécies ameaçadas de extinção e constituem um parque nacional que foi inscrito pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) em 1987 na lista dos locais que são Património da Humanidade. O complexo do monte Kilimanjaro com as suas florestas, localizado entre 2°50'-3°20'S, 37°00'-37°35'E, tinha sido considerado uma reserva de caça pelo governo colonial alemão nos princípios do século XX, mas foi considerado uma reserva florestal em 1921, até que, em 1973, foi declarado como Parque Nacional.

Antes do século XIX, algumas raras crônicas, como a do geógrafo egípcio Ptolomeu, mencionaram a existência de uma montanha branca no coração da África. Em 1845, o geógrafo britânico William Cooley, certo da sua existência, afirma que a montanha mais conhecida da África oriental é recoberta de rochas vermelhas. Em maio de 1848, o missionário Joseph Rebmann explora a região Chagga e acaba por se aproximar da montanha: "Ali pelas 10 horas, vi alguma coisa branca no topo de uma montanha, e acreditei que se tratasse de nuvens, mas meu guia me disse que era o frio; então, reconheci com satisfação esta velha companheira dos europeus, que chamamos neve". Sua descoberta, divulgada em abril de 1849 no Church Missionary Intelligencer, é contestada em Londres. Foi somente em 1861 que uma expedição, dirigida pelo barão alemão Klaus von der Decken e pelo botânico inglês Richard Thornton, permitiu constatar que se tratava realmente de um pico com neves eternas. Em 1883, o inglês Joseph Thomson, seguido do conde Teleki, atacam o pico, mas não passam dos 5.300 m. Após dois fracassos, Hans Meyer, em 6out1889, consegue alcançar o topo do Kilimanjaro, acompanhado de seu amigo Ludwig Purtscheller e do guia chagga Lauwo. Este teria morrido com 127 anos em 1997, mas talvez essa história seja apenas uma lenda, como a história da presença de um cadáver congelado de leopardo, encontrado a 5.500 m.





Apesar do número de turistas na Tanzânia crescer anualmente, foi só com os recentes conflitos no vizinho Quênia que a região realmente decolou como destino de viagem, quando passou a absorver aqueles que buscavam os safáris no país vizinho. Isto não significa que a Tanzânia tenha ganho significância apena por conta dos problemas no Quênia. Afinal, ela sempre teve o Monte Kilimanjaro. É que agora suas atrações estão sendo descobertas, como a Gibb’s Farm, um pequeno hotel a partir do qual os hóspedes podem escalar a área da cratera de Ngorongoro, um dos melhores lugares para ver os big five (leão, rinoceronte, elefante, bufálo e leopardos). Além disso, a abertura de reservas exclusivas para safári, como a Singita Grumeti, e de acampamentos de luxo, como o Nomad Tanzania e o Chem Chem, mostram que a infraestrutura turística do país está se tornando mais sofisticada, e até alcançando a do Quênia.

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Oakland - California EUA (travel OVNI)

Oakland é uma cidade do estado americano da Califórnia, sede do Condado de Alameda. É uma das âncoras da região metropolitana de Oakland - São Francisco - São José.

Segundo o censo nacional de 2010, possui 202 km² de área, 390.724 habitantes e uma densidade demográfica de 2.704,06 hab/km². É a 47ª cidade mais populosa do país. Possui 169.710 residências, que resultam em uma densidade de 1.174,50 residências/km².

Tem se destacado por sua cena noturna revitalizada e ardente. O hitórico Fox Theater, reaberto em 2009, rapidamente se firmou como um dos melhores lugares para se ouvir música da região da Baía de São Francisco. Além disto, os restaurantes cada vez mais sofisticados têm ganhado a companhia de bares de luxo, transformando Oakland em um convidativo lugar para estar ao escurecer. James Syhabout, o chef que ganhou a primeira (e única) estrela Michelin de Oakland, abriu em maio o Hawker Faer, restaurante de comida de rua asiática. Chefs renomados de São Francisco também estão seguindo por este caminho. Daniel Patterson (duas estrelas Michelin pelo Coi) abriu o restaurante Plum no fim de 2010 com um bar de coquetéis adjacente, e recentemente, inaugurou o restaurante Haven.




O Programa Especial foi à Califórnia, nos Estados Unidos, e produziu uma série de reportagens. Visitamos São Francisco, Oakland, Pismo Beach e, principalmente, Berkeley. Cidade, onde fica uma das universidades mais famosas do mundo, que começou a luta pela defesa dos direitos das pessoas com deficiência na década de sessenta. Você irá conferir neste programa um trailer das reportagens exclusivas que apresentaremos nos próximos programas sobre tecnologia, esporte, bem estar, acessibilidade e cultura.

Flagrante de minha chegada ao destino...


Diocese of Oakland

Hotel Courtyard Oakland Airport

Port of Oakland

Waterfront Plaza Hotel Oakland

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Helsinque - Finlândia, cultura nórdica (banda: Stratovarius)

O despertar da culinária de Copenhagem e a moda trend-setting de Estocolmo deram partida à atual paixão do mundo pela cultura nórdica; agora, é Helsinque que está debaixo dos holofotes. O Conselho Internacional das Organizações de Desenho Industrial (ICSID) reconheceu a cidade como Capital Mundial do Design para 2012.

O design há tempos é parte do DNA da cidade, mas nos últimos anos sua cena artística ficou ainda mais vibrante: O Distrito de Design oficial da cidade abrange 25 ruas e quase 200 negócios com foco em design, que vão de lojas de utensílios domésticos e móveis a hotéis-butique e lojas de roupas. O design aparece também nos restaurantes, notadamente no elegante Chez Dominique e no novato Olo (que já conta com uma estrela do respeitado Guia Michelin). Mas no topo de tudo, está o Helsinki Music Center, o belo espaço com paredes vidro, de US$ 242 milhões.

Com aproximadamente 560 mil habitantes, é a capital da República da Finlândia e a maior cidade do país. Está localizada na parte meridional do país, na costa do Golfo da Finlândia. Helsínquia forma uma conurbação com outras três cidades, Espoo, Vantaa e Kauniainen que, no seu conjunto, constituem a chamada Área Metropolitana de Helsinque, com uma população total de cerca de 1,179 milhão de habitantes, espalha-se por várias ilhas, entre as quais se encontram Seurasaari, Lauttasaari, Korkeasaari — onde se localiza o maior jardim zoológico da Finlândia — e a ilha fortaleza de Suomenlinna.

Helsínquia foi fundada em 1550 por Gustavo I, rei da Suécia como alternativa à cidade de Tallinn, na Estónia. No século XVIII, os suecos construíram a fortaleza de Suomenlinna na tentativa de protegerem a região do expansionismo russo. Na sequência de várias guerras, a Rússia acabou por ocupar a Finlândia e Helsínquia tornou-se a capital da província autônoma russa da Finlândia. Quando o país se tornou independente em 1917, Helsínquia foi escolhida para sede do governo. Em 1952 a cidade acolheu os Jogos Olímpicos de Verão, o que reforçou a importância de Helsínquia no panorama desportivo mundial. No ano 2000 foi eleita Capital Europeia da Cultura, no momento da celebração do seu 450.º aniversário. Em Agosto de 2005 recebeu o Campeonato Mundial de Atletismo. Como atração turística destaca-se a Catedral de Helsínquia, luterana (1830-1852) de estilo neoclássico e a catedral ortodoxa russa de Uspenski (1868), desenhada por Alexander Gornostayev, de grande valor artístico. Também é digno de menção o conjunto neoclássico da Praça do Senado, na parte antiga da cidade.



Nativos notáveis
Aapo Kyrölä (2000) - Criador do maior jogo online do mundo não violento Habbo Hotel
Stratovarius (1981)-Banda de Power Metal
Adolf Erik Nordenskiöld (1832–1901) - Científico
Helene Schjerfbeck (1862–1946) - Pintor
Artturi Ilmari Virtanen (1895–1973) - Prêmio Nobel de Química
Paavo Nurmi (1897-1973) - Atleta finlandês ganhador de 9 medalhas de ouro e 3 de prata nos Jogos Olímpicos de 1920, Jogos Olímpicos de 1924 e Jogos Olímpicos de 1928.
Ragnar Granit (1900-1991) - Premio Nobel de Fisología o Medicina
Mika Waltari (1908-1979) - Escritor
Tarja Halonen (1943) - Presidenta da República da Finlândia (2000-2012)
Aki Kaurismaki (1957) - Cineasta reconhecido internacionalmente
Esa-Pekka Salonen (1958) - Director de orquesta e compositor
Linus Torvalds (1969) - Programador criador da Linux
Ville Valo (1976) - Vocalista e líder da banda HIM
Lauri Ylönen (1979) - Vocalista e líder da banda The Rasmus
Kimi Räikkönen (1979) - Piloto de Fórmula 1 Ferrari
Eicca Toppinen (1975) - Violoncelista líder da banda Apocalyptica
Tuomas Holopainen (1976) - Compositor, tecladista, fundador e líder da banda Nightwish
Jari Mäenpää (1977) - Compositor, guitarrista, e vocalista da Ensiferum. Fundador e atual líder de Wintersun.
Tarja Turunen (1977) - Cantora, compositora e pianista. Foi vocalista de Nightwish.
Jyrki Linnankivi (1968) - Vocalista e líder da banda The 69 Eyes
Jonne Aaron (1983) - Vocalista e líder da banda Negative









Stratovarius é uma banda finlandesa de power metal originária de Helsinque. Formada em 1984 e encerrada em 2008, retornando em 2009 com outro guitarrista, com a aprovação de seu ex-dono Timo Tolkki.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Bocas del Toro e Red Frog Beach - arquipélago Panamá (Caribe)

Bocas del Toro: onde o Caribe é mais autêntico Arquipélago no Panamá mantém o charme dos pequenos vilarejos caribenhos com praias isoladas de cor verde-esmeralda. No passeio de barco, a parada para o almoço é no restaurante sob a água em Crawl Cay.

Antes de tudo, um aviso. A chegada ao arquipélago de Bocas del Toro, na costa caribenha do Panamá, pode não ser, digamos, calorosa. Chove bastante, e durante o ano todo, na província, localizada a 32 km da fronteira da Costa Rica. Com isso, as chances de ser recepcionado por um tremendo aguaceiro são grandes. Mas não desanime, o sol sempre dá um jeitinho de aparecer. E, quando o céu abrir, você verá que a propaganda é verdadeira: há um paraíso tropical escondido aqui.

As ilhas de Cayos Zapatilha – Panamá tem praias isoladas e são cobertas por uma densa vegetação. A 45 minutos de avião da Cidade do Panamá, Bocas del Toro é um arquipélago de nove ilhas principais e mais de 200 ilhotas desabitadas. A região cresceu em torno do cultivo da banana pela empresa americana United Fruit Company (hoje, a multinacional Chiquita Brands), no início do século 20. Por isso, boa parte da população descende de imigrantes jamaicanos, que vieram para cá para trabalhar nas plantações. Mais de um século depois, outros estrangeiros juntaram-se à população local. Vieram de férias, mas acabaram ficando e ficando. Largaram tudo e construíram sua casa aqui. Não é difícil entender o porquê. Apesar de Bocas del Toro ser um dos principais destinos do Panamá, rota de mochileiros e surfistas há alguns anos, mantém a atmosfera tranquila e o charme característico das pequenas vilas caribenhas.

Restaurantes e pousadas com varandas com para o mar em Bocas Town, na Isla Colón. Até mesmo na capital, a cidade de Bocas del Toro ou Bocas Town, na Isla Cólon, vê-se que os coloridos casarões de madeira, erguidos pela United Fruit Company para os seus trabalhadores, não foram substituídos por casas modernas. Diferentes de outros populares destinos caribenhos, não há resorts nem grandes redes de hotés nas ilhas. A grande maioria das acomodações ainda são pousadas e albergues, com um ou outro estabelecimento mais sofisticado, como é o caso do Playa Tortuga, hotel com 117 quartos (diárias a partir de US$ 200).

É um Caribe diferente, mas onde não faltam belezas naturais, vale ressaltar. As praias de cartão-postal com areia branquinha, água verde-esmeralda transparente e palmeiras enfileiradas não decepcionam os visitantes. Em muitas delas, você poderá aproveitar tranquilamente, sem dividir espaço com a multidão. Há ainda mangues de água transparente e recifes de corais coloridos e cheios de vida.

O que fazer Nas ilhas Cayo Zapatilhas, há praias isoladas para quem quer curtir sozinho. Conhecer outras ilhas e praias remotas do arquipélago de barco é o programa número um no arquipélago de Bocas del Touro. Da Isla Colón ou da Isla Carenero, onde a maioria dos visitantes fica hospedada, é fácil explorar outros locais. Um dos tours mais populares, de aproximadamente sete ou oito horas, leva para Cayos Zapatilha, duas pequenas ilhas desabitadas com praias que poderiam ser locação de cinema (a entrada custa US$ 10). No caminho, há uma parada para ver os golfinhos em Dolphin Bay. O almoço é em um dos restaurantes em estilo bangalô de Crawl Cay, cartão-postal da região. Com recifes de corais e peixes coloridos, o local é também um bom ponto de snorquel. Os tours custam entre US$ 25 e US$ 30.

Outro passeio popular leva à Isla Bastimentos, região de belas praias com alguns dos melhores pontos de mergulho e surfe da região. Protegida em grande parte por um parque nacional marinho, a ilha abriga ainda um pretencioso complexo hoteleiro, o Red Frog Beach Rainforest Resort & Marina, que ainda não foi finalizado. O empreendimento terá um resort, que ainda será inaugurado, mas ele já conta com villas de 1 a 4 dormitórios para alugar e um albergue. Para os aventureiros, um dos principais atrativos do estabelecimento é um circuito de canopy, uma versão radical do arvorismo, aberto a não-hóspedes (o percurso custa US$ 55).

Red Frog Beach é também o nome da praia mais famosa da Isla Bastimentos, a única que conta com barzinho e onde são oferecidas aulas de surf. O apelido peculiar (Praia do Sapo Vermelho, em português) deve-se aos sapinhos, com menos de cinco centímetro, que podem ser encontrados por lá. Da Red Frog Beach, pode-se pegar uma trilha até a belíssima Wizard Beach, a preferida dos surfistas.

Vida noturna. Depois de passar o dia mergulhando, surfando ou caminhando, arranje forças para curtir a animada noite de Bocas del Toro. Os bares são pouco sofisticados e frequentados por viajantes do mundo todo. Todos fecham às duas da manhã. O Barco Hundido (Calle 1) é um bar ao ar livre animado, bom para quem gosta de dançar. Outro ponto bastante popular é o Mondo Taitú Bar (Av 1), que realiza eventos temáticos todas as noites.

Como chegar. Da Cidade do Panamá, a maneira mais fácil de chegar ao arquipélago de Bocas del Toro é de avião. São 45 minutos de viagens por via aérea. A AirPanama e a Aeroperlas têm dois voos diários com tarifas a partir de US$ 80 o trecho.

O arquipélago de Bocas del Toro se tornou um ponto de parada popular no circuito dos mochileiros. Já se passaram 12 anos desde que o Panamá recuperou o controle do seu canal, e a economia do país não para de crescer. Guindastes pontilham na silhueta da Cidade do Panamá e arranha-céus brotam um atrás do outro. Entre os notáveis projetos de desenvolvimento estão três estreias: o Panamera, primeiro hotel Waldorf Astoria da América Latina (com inauguração prevista para junho de 2012); o Trump Ocean Club, edifício mais alto da América Latina, inaugurado no meio do ano passado; e o museu de história natural, BioMuseo, do arquiteto Frank Gehry (projetista do Museu Guggenheim Bilbao), com inauguração prevista para 2013. Até mesmo o antes dilapidado quarteirão histórico da Cidade do Panamá, Casco Viejo, foi transformado. O bairro, um emaranhado de ruas estreitas, casas coloniais e prédios governamentais, eleito Patrimônio da Humanidade pela Unesco em 1997, é agora um distrito de arte moderno com galerias, cafeterias, músicos de rua e alguns dos mais estilosos restaurantes e hotéis. Na costa caribenha do Panamá, o arquipélago de Bocas del Toro se tornou um ponto de parada popular no circuito dos mochileiros, com mergulho e tirolesa de dia e vida noturna barulhenta à noite.

Bell Rock em Sedona, Arizona - EUA

Feliz Ano Novo. Você chegou até aqui e isso é só o começo de uma onda que varrerá todos vocês, alterando seu cenário e o levando a um lugar mais elevado. Nós queremos lembrá-lo ainda mais uma vez que você é, de fato, encarecidamente amado. Você precisa ouvir isso muitas vezes para que o seu sistema se limpe dos “debris pesados” e se torne mais leve.

Nós falaremos hoje do que impediu muitos de vocês de avançar para um nivel mais alto em 2011: se realinhar com o seu coração e se ligar ao seu “EU SOU”. É um dia de celebração, dizer adeus a um ano aonde muitos passaram por experiências que mudaram suas vidas e nós estamos extasiados em notar que mais do que só alguns poucos de vocês está sorrindo. Às vezes, olhar para trás é simplesmente como olhar para frente. O que aconteceu na sua vida é uma reflexão do que está para ser, conforme o espiral do tempo acelera. Os desafios que você deixou para trás aparecerão para serem resolvidos mais uma vez, vestidos em uma roupa diferente num plano superior. Ascensão é um espiral. Seu movimento é circular e você encontra as camadas de si mesmo representadas geralmente como desafios – cada vez numa perspectiva de uma consiência mais elevada. Cada “compromisso”, como chamamos esses desafios, é uma oportunidade para ascender mais alto.

Considere cada dia um presente seu para a consciência coletiva da qual você faz parte. Cada ação e escolha iluminada é como uma nota musical amplificada, que melhora a sinfonia de um planeta em mudança. Quando você conduz sua própria melodia harmoniosamente, você está se alinhando com outras harmonias, e juntos uma sinfonia é criada que abre portais para outros passarem e se transformarem, permitindo que mais e mais de vocês abram seus corações e alinhem suas consciências com frequêmcias mais elevadas. Sua geometria combinada está parecendo mais ordenada e luminescente do que nunca. Como uma pirâmide, quanto maior a base, mais alto o apice e você está almejando que a estrutura coletiva seja o mais alto já visto. Quando olhamos para este ano que passou, nós vemos que muitos insistiram em tentar flutuar com suas malas molhadas, se apegando a seus pertences ensopados, e nós perguntamos, por quê?

Será que você se sente como se já não fosse mais você mesmo se não tiver na sua vida suas preciosas coisas, lugares ou pessoas, mesmo quando “eles” já não servem mais para você? Talvez você sinta que seu apego ao que é pesado seja mais importante do que seu crescimento. Para alguns, limpar debris emocionais, físicos e espirituais parece uma tarefa árdua, ao ponto de que a vida fica quase insuportável quando você se depara com ter que desfazer e se desapegar de tudo o que é supérfluo em sua vida. O movimento espiral da ascensão não suporta energeticamente o “peso extra” em sua volta e é por isso que, para aqueles no caminho de avançar para o alto, estes tempos parecem ter tantos desafios. Os aspectos de sua vida que não o levam para o seu caminho maior, devem ser descartados com amor, e desprendidos de você, para que você possa voar. As regras de fato estão mudando e agora você tem um novo limite de bagagem que lhe é permitido carregar. Assim como o limite de peso da mala de mão dos seus aviões está sendo cortada, o mesmo é verdadeiro para a sua jornada espiritual. Suas asas angelicais não foram feitas para carregar o antigo limite de peso. Você está avançando para uma nova energia aonde tudo o que é pesado e não lhe serve deve ser descartado, doado, deixado para trás ou transformado. De onde estamos, a geometria do perdão é seu desafio pois contribui para o peso geral, e muitos estão lutando para andar para frente como resultado. Perdoar não é como esquecer. Nunca é pedido que você finja que o que aconteceu na sua vida não tenha realmente acontecido. A forma geométrica da lição do perdão é um triângulo. O triângulo tem três ângulos. O “eu”, representa um ângulo da base, tudo o que está fora do “eu”, representa o outro ângulo da base. O ápice representa a fusão do “eu” com o que você considera separado do “eu”, o qual é chamado de grande “EU SOU”. Os três ângulos, metaforicamente, são niveis de percepção e consciência. Evolutivamente, você passa do nivel do “eu”, para o nivel do “tudo que está fora do eu” e seu objetivo como coletividade é ascender a um nivel aonde os dois se fundem no “EU SOU”.

Quando você alcança o nivel de consciência aonde o “eu” não mais está separado do “tudo que está fora do eu” você ascendeu para o próximo nivel esférico da consciência da unidade. Nós vemos alguns que tem estado no caminho espiritual por muitos ciclos. Vocês sabem da alquimia do triângulo, que passa de separação para unidade. Conforme alguns se aproximam do pico da subida, o peso acumulado é tão grande que o triângulo vira no seu ápice e se inverte. A dor, sofrimento e falta de perdão acumulados não podem mais sustentar a sua ascenção, e o processo se reverte.
Não há nunca um julgamento quanto a distancia que você percorre como um anjo disfarçado de humano. Nós sabemos das ciladas e estamos cientes das armadilhas. Estamos com você todos os dias, nas trincheiras e nós estamos aqui para lhe lembrar porquê você veio desta vez. Você veio para cá para viver a sua verdade e cortar com um cinzel as camadas de ilusão que estão separando você de você. Você veio para recuperar seu poder e se conectar com o seu ser luminoso e você veio para se libertar das armadilhas do seu “eu”, propagando a todos aqueles que são tocados por você a consciência do “EU SOU”. O perdão está no cerne de avançar para o alto. Os desafios do seu circulo mais proximo são principalmente carmicos, o que significa que você está agora tendo uma oportunidade de “lavar a roupa suja” com cada relacionamento mais próximo que você tenha, ascendendo acima do “quem fez o quê para quem”. Cada vez que você perde uma oportunidade o peso aumenta. Com um sorriso, nós o lembramos mais uma vez que as regras mudaram e você não consegue mais carregar em você o peso desses ciclos passados. É exatamente por isso que os desafios parecem aumentar. Você se sobrecarregou de compromissos para que pudesse cumprir o limite de peso antes da hora sua decolagem que já está agendada. A hora é agora e suas malas estão muito acima do limite de peso. O que você está esperando?
Cada vez que um desafio se apresenta e se manifesta na sua vida vestindo um crachá de alguém da sua familia, parceiro, amigo, ou colega, nós pedimos que você reflita e dê um tempo antes de responder. A mecânica da sua resposta pode determinar o peso final que você adiciona ou tira da sua jornada.

EXERCÍCIO
Nós pedimos que você se sente, acenda uma vela e se lembre que você é luz. Visualize-se em um lado do triângulo e o anjo que colocou o desafio a você do outro lado. Agradeça-os pelo seu serviço e honre-os por terem lhe dado mais uma oportunidade para se tornar mais leve. Tome esse contrato com reverência e coloque a intenção de caminhar o caminho mais elevado. Peça para ser guiado, para que a “roupa suja seja lavada”, e que possa servir para todos os envolvidos igualmente para o maior benefício, aprendizado, e crescimento, para que todos possam seguir adiante. Sempre coloque a intenção e peça para que o caminho lhe seja mostrado. Sua intenção funciona como uma rede de proteção metaforicamente, para que não seja um desserviço. Nós prometemos a você que você saberá quando suas ações não estiverem alinhadas. Você saberá pois nós o lembraremos e você sentirá no seu coração. Aborde cada ação com extremo cuidado, examinando suas motivações. Vocês todos são mestres de auto persuação, convencendo a si mesmos que o que serve a você deve portanto servir ao outro. Você serve a si mesmo e a todos ao limpar-se e alinhar-se com integridade e com a sua intenção.

PERDOAR
Nós queremos lhe desenhar uma figura metafórica do que significa perdoar. Vamos “fingir” que você é um anjo e você sabe como voar. Todos os dias você tem que se confrontar com uma limitação intimidante que nós chamamos de “Esquecimento Perpétuo”. Você tem uma disfunção embutida na qual o mecanismo de voar que você aprendeu num dia é “esquecido” quando você se levanta na manhâ seguinte. Cada dia você tem que auto ensinar a arte de voar. Cada dia você deve começar se lembrando de que você é um anjo e que você foi feito para voar. Todos os dias você tem que vencer o medo e confiar que você não vai se machucar. Da mesma forma, o perdão verdadeiro requer que você lembre-se todos os dias quem você é e que perdoe novamente. A mágica do espírito é criada por aquele que precisa ser perdoado e age como um catalisador para que você se lembre quem você realmente é. Dor, sofrimento, ódio, e até o desejo de se vingar vem à superfície sempre que o “EU” se afasta do “EU SOU”. Você planejou sua lição para que fosse a mais difícil com relação ao perdão. É por isso que você não se lembra quem lhe machucou de uma vida para a outra – você ficaria muito ocupado caçando aqueles que cruzaram seu caminho eras atrás!

Cada vida apresenta uma oportunidade para reaprender a arte de avançar para o alto. Machucar-se é sempre uma questão de percepção. Quando você se “vê” do nivel do “eu”, você terá muitas feridas para lidar. Ao avançar para o cume do triângulo, sua consciência se expande para incluir aquele que o machucou como sendo um aspecto de você. No nivel do “EU SOU” não há separação entre você e aquele que o machucou pois vocês são um e a mesma energia vista de ângulos diferentes.

Amar e honrar a si mesmo no nivel do “EU SOU” se extende a amar e honrar aquele que é parte de você. Não há necessidade de perdoar neste nivel pois você fundiu os sinais de mais e menos, neutralizando a ambos e agora está voando em equilíbrio. Afastar-se de uma ameaça percebida ao “eu” requer trabalho diário para a maioria. O trabalho que você completou na Segunda já foi esquecido há tempos na Terça. É assim que funciona. Enquanto os dois pontos do triângulo estiverem subindo os ingremes ângulos mas ainda não se fundiram, você tem que lidar com a “disfunção”. Abra as suas asas e olhe para a sua jornada por um momento através dos olhos de uma águia. Você projetou o seu ciclo de forma que inclui você machucar outros e outros machucarem você. Sem isto, você não buscaria avançar para além das armadilhas do “EU”. Cada aspecto de sua jornada é sagrado. O mau e o bom são aspectos da sua perspectiva limitada. Ao se adaptar a uma consciência elevada, o que é percebido como “mau” e “bom” se tornam movimentos dentro de uma arena circular e são intercambiaveis dependendo da direção de seu movimento.

Por quê vocês estão nos dizendo tudo isso, você pergunta?
Você está em um espiral acelerado de energia no qual cada pensamento, sentimento e ação reverbera e é ampliado para todos. Suas escolhas se manifestam mais rápido do que nunca. Quando você escolhe examinar verdadeiramente aqueles que lhe fizeram mal, e seguir perdoando-os conscientemente, você está iluminando não apenas suas próprias células, mas mudando sua melodia e geometria e afetando a todos. Quando você perdoa, você também desconecta os cordões do carma.

Tudo no seu ser, seu corpo físico, seu ser emocional, sua constituição psicológica dão suporte ao perdão. Manter-se preso às suas dores cria literalmente desequilibrio celular e doença.

Você pediu para estar aqui nesse momento e sabia que teria uma parcela desigual de carga para poder produzir luz. As almas mais velhas devem trabalhar turnos extras para sustentar as novas frequências vibratórias que estão na sua direção. Nós estamos lhe lembrando que o perdão serve a você e você deve honrar e ter gratidão àqueles que lhe dão a oportunidade de você os perdoar. Nós o ouvimos dizer “mas...” “Mas ele ou ela não merece ser perdoado porque...”

E nós dizemos a você verdadeiramente, “mas” e você?
Você merece evoluir e se tornar o mestre que você é?

Nós estamos aqui simplesmente para lembrá-lo aquilo que você já sabe. Amar a si mesmo significa que você deve agir de acordo com o que serve o seu caminho mais elevado. O perdão serve ao seu caminho mais elevado sempre, independente dos “mas” do que aconteceu. Sua jornada é sobre expansão e sobre ascender a uma taxa vibratória superior nunca vista na terra antes e nós o lembramos que neste vôo há um limite de peso restrito na bagagem.

E depois, você pergunta?
Você está no momento mais glorioso e você está vivo e respirando. Ofereça gratidão e saiba que você está cumprindo a promessa que você fez antes de nascer, de fazer a sua parte o melhor que puder. Você tem a oportunidade. Você é a luz e tem poder de se tornar o mestre de sua vida simplesmente por sua intenção. Você é amado e você pediu para estar aqui para que pudesse desempenhar seu papel o melhor que pudesse e nós estamos simplesmente o lembrando a despertar para quem você é e sobre o que é esta jornada,

E assim seja.
Autor: D. B. Ashuah em "Conversation with Angels and so be it"
Tradução: M. Daronch: conversacomanjos@gmail.com

Lago Titicaca - Visão para Os Filhos do Sol

O Portal Estelar de data Tripla de 11-11-11 é um gatilho cósmico que lançará toda a vida para uma elevação simultânea de freqüência vibracional. Este evento contém o potencial de canalizar maiores impactos dentro das redes planetárias, causando uma rápida reversão dentro de nossas consciências.

Esta ativação chave colocará em marcha o processo de ascensão para toda a humanidade que assim o tenha escolhido, ativando uma poderosa sequencia de abertura de portais através de nosso Planeta. Não é possível entender exatamente como se realizará isto porque somos nós mesmos os que estamos criando este evento em cada momento de nosso agora.

O Portal Estelar se encontra dentro de nós
O “Portal Estelar” interno está sendo ativado dentro de cada um de nós, como uma completa realidade holográfica. Esta realidade simplesmente está esperando que a invoquemos para dessa maneira ancorar a matriz de luz que criamos dentro do núcleo de nosso ser enquanto que novas fitas de DNA são ligadas através do grandioso despertar coletivo. A primeira Onda de Ascensos vai catapultar nosso Corpo Grupal completo. Quando falamos de Portais ou Portais Estelares, falamos deles no contexto de transição de uma percepção dimensional para a seguinte. Isto está ocorrendo em primeiro lugar, dentro das dimensões internas de consciência. Este é um evento interno que conecta o fluxo de vida com a Alma, e ainda mais importante, a Alma Grupal. Esta é a Chave que desbloqueia o Selo da Divina Lembrança. Não é necessário estar em um lugar específico sobre a Terra fisicamente para receber ou experimentar esta “passagem” através dos portais do tempo. Cada pessoa terá sua própria e única experiência dependendo de onde se encontram em seu conhecimento atual e de seu nível de pureza. Todas e cada uma das pessoas serão afetadas, especialmente aquelas que se encontram em formação de grupo. Esta é uma elevação tremenda e poderosa através do campo merkaba de grupo.

Uma Mudança de Pólos Interno
Nós sentimos que esta energia internaliza uma mudança de pólo energético para recalibrar o sistema nervoso para as freqüências da 5ª dimensão da harmônica da Nova Terra a qual, então, nos permite perceber mais além de nossas formas eletromagnéticas. Isto eventualmente integrará uma consciência multidimensional que pode transcender ambos, o espaço tempo e o tempo espaço. Os pontos de virada de defesa da matriz energética do livre arbítrio se dissolvem em todo nosso sistema energético, mudando a polaridade para o Amor e a Luz de Divina Vontade, permanentemente. Os Sítios Sagrados Planetários estão sendo Altamente Ativados. Todos os Sítios Sagrados sobre a Terra serão grandemente ativados devido às freqüências extremas de Luz como resultado deste alinhamento e também como resultado do tremendo numero de almas humanas que estão se reunindo em consciência neste dia. Ao nos encontrarmos nos lugares sagrados sobre a Terra que contenham altos níveis de energia amplificaremos enormemente nossas experiências. Os Espaços Sagrados são espaços inter dimensionais através dos quais podemos facilmente acessar as dimensões expandidas. Se não podemos estar ali fisicamente, podemos viajar para esses locais sagrados em consciência a partir da alma... De qualquer maneira, podemos magnetizar os códigos de luz desses lugares simplesmente através de nossa intenção e atenção focalizada.

Portal Estelar Lago Titicaca
O Portal Estelar do Lago Titicaca nos oferece um acesso direto a Venus, como uma de suas coordenadas de espaço tempo inter estelares. Por um breve período de tempo, esta freqüência do portal vai abrir-se para assistir na primeira onde de ascensões; assistidos através da atração magnética da órbita de Venus. Este portal é similar a passar pelo canal do nascimento porque está literalmente cheio de códigos chave para acender a codificação do DNA e ancorar os pontos de giro axiotonais remanescente de nossa impressão digital expandida. Isto se aplica para os Ascendentes da primeira onda que prepararam a forma física e que aceitaram sua missão de realizar a mudança dimensional neste tempo. Nossa entrada através do Portal Estelar do Lago Titicaca na realidade será através da energia do Disco Solar a que nós mesmos codificamos durante nossas vidas previas em Lemuria, justo antes de seu desaparecimento cataclísmico. Funciona como um crânio de cristal na qual esta hélice de disco solar (parecida com a do DNA) guarda os registros que codificamos nela antes do afundamento de nossa amada mãe terra. Quando a primeira onda de ascensos suceder o 11-11-11, esta informação codificada será desbloqueada e transmitida ao nosso Grupo de Alma completo. Isto assistirá ao subseqüente despertar de nosso DNA de Alma Coletiva enquanto sincronicamente estará erradicando a linha do tempo da dualidade. Nossa própria passagem através desse portal estelar de consciência, em conjunto como um Corpo Grupal, põe em movimento uma grandiosa reação em cadeia através de todo o planeta para disparar a ativação completa dos 12 discos solares e a aderência da Rede Solar a Rede Cristalina, permitindo que níveis amplificados de Amor Divino inundem nosso planeta. Tudo isso se dispara através do Amor de Grupo.

Nós não estaremos deixando o Planeta
Todos estamos aqui na Terra com diferentes missões. Falando em nome da Fundação e sua missão como Grupo Avatar, nós não estaremos deixando o planeta em 11-11-11... ainda que alguns de nós necessitaremos seriamente um tempo de relaxamento para integrar estas novas freqüências dentro de nossas formas físicas. Intuitivamente, sentimos:
1. A maioria dos trabalhadores da luz vai experimentar este grandioso estado expandido de dimensão brevemente e depois continuarão se preparando para fazer a transição final durante a janela de oportunidade de 2012.
2. Um pequeno grupo de servidores da luz vai ascender suas freqüências e poderão ficar nas coordenadas do novo espaço dimensional calibrados completamente na 5ª Dimensão.
3. Outro grupo de servidores da luz vai ascender momentaneamente... e logo integrarão as energias de uma maneira que possam atravessar realidades múltiplas e dessa maneira continuar servindo a humanidade enquanto permanecem na ponte entre os mundos.






Sequencia de Eventos do 11-11-11
As energias do portal estão chegando agora e a grande janela de oportunidade de passagem dimensional será entre 8 e 14 de novembro. À maneira da Orquestração Divina, teremos uma Lua Cheia em 10 de novembro, um dia antes do 11-11-11, o qual nos oferece uma oportunidade adicional de Acender a Rede como Equipe de Transmissão de Grupo. É muito arriscado especificar certas datas e tempo porque tudo o que está ocorrendo não está relacionado de nenhuma maneira com o tempo-espaço. Os acontecimentos externos, ativações, transmissões e tal, não são, senão, “cerimônias” que reconhecem o que está acontecendo e nos ajudam a conhecer a mudança através da forma... dando-nos uma experiência mais direta e tangível.

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Findhorn Bay Caravan Park - Escócia

Anos 60/70 – século 20. O mundo inteiro cientificava-se a respeito de que fatos surpreendentes estavam acontecendo num local denominado – The Findhorn Bay Caravan Park. Lembro-me de que a mídia internacional acenava com a possibilidade, até, da erradicação da FOME no planeta Terra, em decorrência dos fatos que estavam acontecendo naquele local, originalmente um local de solo arenoso e encascalhado onde só medrava o torgo e a giesta-das-vassouras, pois tratava-se de um descampado carente da proteção de árvores que o protegesse da varredura de ventos inóspitos e freqüentes.

O camping estava situado entre um depósito de lixo e uma garagem dilapidada. O “Plano Piloto de um Projeto Pioneiro de Cooperação entre o Homem e a Natureza” O Início do “Conto de Fadas”. A transformação quase que súbita deste cenário desalentador num Jardim/horta e pomar luxuriantes a “toque de caixa”, foi realizada após escolha esta que foi orientada por uma VOZ INTERIOR que se manifestava durante as meditações diárias realizadas por Eileen Caddy, uma dona de casa. Esta voz se apresentou à Eileen como sendo – DEUS: “Uma Energia Radiante e Penetrante, Origem da Vida”. As mensagens veiculadas por esta voz prometiam que uma série de conquistas inacreditáveis poderiam ser obtidas em qualquer lugar do globo terrestre, produzindo até a erradicação da FOME a nível mundial como principal benefício, se fossem seguidas as regras que seriam providenciadas para nortear a transformação rápida e radical dos locais a serem beneficiados, a exemplo do que estava sucedendo em Findhorn, primeiramente, um local desolado que estava sendo transformado num Oásis paradisíaco.

Iniciado em 1962, o parque é um sítio de 30 hectares que foi outrora um parque de caravanas (parte dela ainda é!), Mas agora é o centro de uma ecovila crescendo e comunidade espiritual. Park é um trabalho em andamento, como a cada ano mais caravanas são substituídas por alternativas ecologicamente corretos, a partir de yurts, a eco-móveis casas, a situação dos projetos de arte, como a habitação de fardos de palha. Há aproximadamente 300 moradores que vivem no Parque, com capacidade para 100 pessoas mais visitam a qualquer momento. O ambiente reflete a experimentação, inovação, beleza e praticidade, e parece tão diversas como a população que nele habita. Existem 90 estruturas ecológicas, incluindo casas, espaços de oficinas, The Living Máquina centro de tratamento de esgoto e turbinas geradoras de eletricidade do vento. O Parque também dispõe de jardins, o Salão Universal centro de artes e é o lar de uma variedade de negócios holísticos. Ele está maravilhosamente situado numa península com Findhorn Bay de um lado e as dunas e o litoral de Moray Firth, por outro lado, e da aldeia de Findhorn na sua ponta. A comunidade do Parque é uma experiência em curso na vida consciente. A comunidade é palco de inúmeros workshops Fundação Findhorn e eventos, proporcionando um ambiente único para a aprendizagem experiencial. www.findhorn.org Fundação Findhorn Parque IV36 3TZ + +44 (0) 1309 690311 Este curta-metragem é parte de "The Journey", um projeto de documentário exclusivo que mergulha ambiental, sócio-cultura e questões econômicas, com uma mente questionadora. O foco do projeto é encontrar e filmar idéias inspiradoras e projetos ao longo de um amplo espectro de pessoas e culturas, enquanto a examinar a nossa capacidade de reformar o nosso. ideais, e nosso estilo de vida, a fim de fazer mudanças positivas para o nosso planeta e a raça humana. Os jornaleiros (uma pessoa que viaja a fim de ganhar experiência, habilidades e conhecimentos) ir em busca dessas histórias - equipado apenas com equipamentos de filmagem mínima e objetos pessoais, documentam suas experiências como eles viajam para comunidades globais para observar, questionar e aprender. É um processo orgânico que cresce, evolui e leva sua própria direção. Sem rota planejada nem destino, os jornaleiros acredito que eles vão se conectar com as pessoas certas e os lugares no momento certo para auxílio filme, e orientá-los sobre. O projeto está atualmente filmando e viajando através do Reino Unido. Como o projeto percorre curtas-metragens são carregadas que podem ser vistas neste site. É a meta de longo prazo que este projecto vai viajar internacionalmente para criar um filme de longa-metragem que será lançado, para ser visto gratuitamente. Os projetos visa beneficiar as pessoas, projetos e comunidades de partilha de conhecimentos, oferecendo soluções e conectar as pessoas através de filme. É a esperança deste projeto vai tocar e inspirar as pessoas, transmitindo a beleza na natureza humana e do nosso mundo e de ressonância que é realmente possível, quando se trata de nossa capacidade de mudar o mundo para melhor. Findhorn provou que mutações como as que sofreu, não eram utopias criadas por três pessoas alucinadas e/ou fanáticas. A pequena comunidade inicialmente formada pelos pioneiros deste fantástico Projeto Ecológico, Peter e Eileen Caddy, seus três filhos adolescentes e a amiga Dorothy Maclean eram pessoas inteiramente lúcidas. Enfrentaram um trabalho árduo, muito AMOR a ser distribuído sobre as plantas que ali plantaram na terra mãe, confiança nas guias recebidas em meditação e um desprendimento total de todo o conforto. A mídia internacional, entusiasticamente, mostrou ao mundo cético e materialista o sucesso espetacular de Fidnhorn conseguido num curto espaço de tempo, através de filmes, documentários e fotos. A mídia assim procedendo fornecia o devido crédito às notícias fantásticas e aos sucessos fabulosos, no pleno sentido desta palavra, obtidos em Findhorn sob a orientação de seres saídos de um verdadeiro “Conto de Fadas” moderno acontecido num século que foi votado ao materialismo o mais radical.

Lembro-me de uma foto da Rainha Elizabeth II da Inglaterra, sorrindo diante de uma abóbora gigantesca, um dos recordes das colheitas de Findhorn. O noticiário ilustrado pela foto da Rainha informava outros recordes: dois repolhos roxos. O primeiro, pesando 14,65 kg e o segundo, 16 kg. Um brócolis imenso, de tais proporções que sustentou a família Caddy e Dorothy Maclena por alguns meses. Sua Majestade Elizabeth II condecorou Eileen Caddy com o título “DAME” MBA (member) da Excellent Order of the British Empire – estabelecida pelo Rei George V aos 04jun1917. Eileen Caddy recebeu a condecoração das mãos do Lord –Liutenant of Morey – Air- Vice Marchal George Chesworth. As novas imagens do homem não surgiram através de regras estabelecidas por leis derivadas de pesquisas. Todas as culturas surgiram a partir das explosões provocadas pelos mitos criados nas mentes dos profetas, dos místicos, dos cientistas visionários, dos artistas e dos loucos, embora estivessem presentes também nos sonhos de Descartes, Alfred Russel Wallace e Niels Bhor ou nas visões de Buda, Jesus e Maomé. A cultura nasce numa profundeza, a uma profundidade tal, que nenhuma ciência comportamental pode ou poderia tocá-la e a partir deste toque continuar permanecendo comportamental ainda. William Irwin Thompson.

A Mensagem de Findhorn
A exemplo de uma árvore frondosa, de grande porte, Findhorn cresceu e expandiu-se em vários e diversos ramos culturais sem deixar lá atrás no seu passado, o seu destino original: - Centro Orgânico de Cooperação entre o homem e a natureza – . O modelo cunhado em Findhorn era para ser e deveria ter sido seguido. Infelizmente isto não aconteceu! Se o “Plano Piloto” de Findhorn apresentado à humanidade por uma – “Energia Penetrante e Radiante – Origem da Vida” tivesse sido compreendido e imitado em toda a sua extensão e sutilezas importantíssimas, não estaríamos angustiados, agora, à mercê de um futuro tétrico (que já nos bate à porta) apavorados diante das perspectivas com as quais nos acenam Al Gore e alguns ambientalistas! Nós nos tornamos no principal e mais desalmado algoz e predador do nosso LAR, o Planeta Terra. Um predador tão ignorante e selvagem que não percebeu até hoje a UNIDADE existente na vida. A importância do “Jardim de Findhorn”, como todas as áreas envolvidas no seu “Projeto Piloto” para a humanidade, se basearam na demonstração cabal dos processos que envolvem a natureza orgânica da consciência, sempre sintonizada na “Unidade de toda Vida”. Findhorn cita a “Hipótese Gaia” de J. Lovelock e da bióloga Lynn Margulis, como sendo uma prova importante da unidade da vida. O planeta Terra é um sistema orgânico em crescimento – um SER VIVO – com o qual participamos o dom da vida em estreita união. “Estamos ligados a todos os elementos do Planeta Terra. Estamos ligados ao biosistema, ecologia e energias psíquicas do mundo natural terrestre.
Bibliografia de toda esta série – “The Findhorn Garden Pioneering a New Visiono if Man and Nature in Cooperation” – O depoimento dos três pioneiros de Findhorn. Tradução dos depoimentos contidos no livro base e redação desta série: Vera Filizzola.

No meu primeiro depoimento – PAN – fiz menção a uma árvore, um Pau d’Arco centenário pelo qual me enamorei e apelidei muito secretamente, “Meu Guardião”. Durante muitos anos ninguém soube o título com o qual batizei este Pau d”Arco, em certos casos a gente tem que ser discreta...
O Meu Guardião escutou os meus queixumes, abraçada a ele e enxugou com a sua casca rugosa as lágrimas do meu rosto encostado no seu tronco vigoroso, quando perdi o meu menino de recém-feitos vinte anos, praticamente da noite para o dia, levado por um câncer de velocidade vertiginosa! O Meu Guardião recebeu também as minhas explosões de alegria e de agradecimento em ocasiões jubilosas, todas as minhas amarguras e grandes alegrias. Aprendi a manter diálogos mentais e orais com ele a receber, em “insights”, as suas respostas... vindas lá do fundo do meu coração. Segundo a filosofia do Jñana Yoga, o coração é a sede material do Atman – o nosso Eu Superior, a nossa verdadeira identidade e, acrescento eu, o ponto onde entramos em unidade com o Uno, a energia radiante e penetrante, origem da vida universal. O Eu Superior, Atman, Espírito... é o nosso portal de comunicação e de integração com o TODO. Durante uns dezenove anos, mais ou menos, Meu Guardião e eu nos comunicamos assim, através deste portal e nunca mencionei estas comunicações com ninguém, mas, volta e meia, aconteciam coisas interessantes. Por exemplo: um pintor residente na cidade de Sete lagoas presenteou-nos com o quadro que ilustra este texto: senhores, eu lhes apresento “o Meu Guardião”!

O pintor ao escolher o Pau d’Arco para colocá-lo em evidência no seu quadro, ignorou os dois jequitibás que estão montando guarda, lado a lado do “Guardião” e as outras árvores que ladeiam a estradinha no rumo da minha casa, a mesma estradinha onde Pan galopou no pesadelo do meu caçula, conforme narrei no texto - Pan.

O Guardião se revela
No final dos anos 90, hospedou-se na minha casa o famoso ufólogo americano Bob Pratt, sua grande amiga e colaboradora Cynthia, também americana e residente no Brasil e o Tom, cinegrafista americano quem acompanhava Bob Pratt documentando as suas pesquisas feitas na minha região, considerada como perfazendo o grande “Quadrilátero Quente” da ufologia em MG, juntamente com Pedro Peopoldo, Baldim, São Vicente, Vargem Grande, nas faldas da Serra do Cipó.
Estava fazendo a minha caminhada diária quando algo, no tronco poderoso do Meu Guardião, chamou-me a atenção: Cheguei bem perto da árvore para pesquisar o desenho inusitado. Assim como as letras formam as palavras que traduzem as nossas idéias, as manchas acinzentadas espalhadas no tronco do Pau d’Arco haviam se juntado na frente da árvore formando, nitidamente, um desenho semelhante àquelas “portas” das casinhas que desenhamos na infância. A figura no tronco subia desde o solo até o local de distribuição dos galhos e descia, novamente, encostando-se no solo.
Intrigada, perguntei à Cynthia e ao Tom o que aquela imagem podia significar
. Os dois americanos se dedicavam também, ao estudo de pinturas rupestres e algo me dizia que o tal desenho na árvore continha uma mensagem dirigida para mim. Cynthia e Tom caminharam comigo até bem perto da árvore e a moça estacou diante dela me dizendo, com o jeito de quem ficou aborrecida comigo, por eu ter lhe proporcionado aquela canseira em vão, por uma tutameia:
“Ah Vera, não me digno nem a responder o que este desenho significa! É tão comum, tão corriqueiro, que vou até pedir ao Tom que lhe diga o que ele significa, eu me nego a faze-lo”!
E o Tom, meio assustado, com a precisão do desenho respondeu: “O Guardião”!

Documentário exibido pela TVE espanhola, que aborda a visão de dois grandes humanistas contemporâneos sobre o mundo atual: Eduardo Galeano e Jean Ziegler. Pode se dizer que há algo de profético em seus depoimentos, pois o documentário foi feito antes da crise que assolou os países periféricos da Europa, como a Espanha. A Ordem Criminal do Mundo, o cinismo assassino que a cada dia enriquece uma pequena oligarquia mundial em detrimento da miséria de cada vez mais pessoas pelo mundo. O poder se concentrando cada vez mais nas mãos de poucos, os direitos das pessoas cada vez mais restritos. As corporações controlando os governos de quase todo o planeta, dispondo também de instituições como FMI, OMC e Banco Mundial para defender seus interesses. Hoje 500 empresas detém mais de 50% do PIB Mundial, muitas delas pertencentes a um mesmo grupo.
Durma-se com um escândalo desses!

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Rota 66 EUA - Rothschilds (Iluminatti parte 2) David Smith

A família Rothschild atingiu um pico em seu poder durante a Idade de Metternich (1814-1848), mas como o século diminuiu, assim o poder de Rothschild. Eles ainda realizaram uma quantidade considerável de influência, mas a sua, poder de veto “não era tão forte como era antes da derrubada revolucionária da Europa de Metternich. Este poder atraso não era nada que não pudesse ser revertida, porém, e última metade do século 19 foi gasto fabricação outra subida incrível para cima. O novo aumento no poder surgiu durante o reinado do “New Trinity” – Alphonse (França), Lionel (Inglaterra) e Anselmo (Viena).

As sucessivas gerações dos três líderes da família foram os catalisadores de ordem da nova família. Um excelente exemplo do poder de Rothschild no final do século 19 é o relacionamento com as famílias dos Habsburgos Illuminati. Para ser courtworthy para os Habsburgos você tinha que ter quatro linhas ancestral da nobreza e você tinha que ser batizado. Contudo, o Imperador Francisco José deu os Rothschilds, um ato especial de graça “em 1887. A partir de então, a Câmara foi autorizada a ser em termos estreitos com os Habsburgos. Este foi um ato considerável. A nobreza européia são muito sérias sobre suas regras aristocráticas. (Francisco José não era muito perto da Câmara, mas sua esposa era um bom amigo dos Rothschilds). Outro grande exemplo da influência Rothschild é o seu envolvimento direto em ambos os lados do Império Austro-Prussiana e Franco-Prussiana Wars. Bismarck. Ditador da Prússia, era uma espécie de filho para fatheriess Amschel de Frankfort.

Após Amschel morreu Bismarck manteve-se próximo aos Rothschilds (embora ele tivesse quibbles ocasional com a família). Banqueiro de Bismarck, Bleichroder, era um agente Rothschild eo homem mais rico em Berlim. Ele foi inestimável para Bismarck como o financiador de guerras do ditador com a Áustria e a França. Na Áustria, os Habsburgos foram pelo menos publicamente implorou por Alphonse e Anthony de Paris e Anselmo de Viena, para evitar uma guerra com o ditador ambicioso prussiano a todo custo. De todas as famílias de banqueiros internacionais, os Rothschilds parecia ser a favor da paz a mais, embora isso provavelmente foi um ardil. "Queremos a paz a qualquer preço“, disse Anthony de Rothschild.”O que nós nos preocupamos com a Alemanha ou a Áustria ou a Bélgica? Esse tipo de coisa está fora de data. “Mas os austríacos cedeu às provocações de Bismarck e embarcou em uma guerra com a Prússia em 1866 os Rothschilds tinham todos reunidos em Londres para um casamento da família no ano anterior, é possível que o casamento foi utilizado como uma desculpa para reunir a família para discutir um plano de ação relativa à atualização próximos eventos. Áustria tinha sido avisado. Em sete semanas, a guerra acabou, Bismarck havia esmagado os austríacos. A guerra tinha sido financiada por agente de Rothschild, Bleichroder. Bismarck Então começou a provocar a França. Napoleon III estava no bolso da cabeça de todos os Rothschilds, Alphonse de Rothschild, da Casa de Paris. Na verdade, as duas ainda dividiram o mesmo amante. Alphonse também teve “acesso” para Bismarck. Estava em ambos os lados da pista, por assim dizer. Então, (muito possivelmente sob Rothschild direção) Bismarck começou a tentar colocar um príncipe alemão ao trono espanhol. Napoleon III Alphonse respondeu dizendo que a França não poderia permitir que um tal coisa, e salvo Inglaterra interveio diplomaticamente ele não teria outra escolha senão ir para a guerra contra a Prússia.
O imperador pretendia utilizar o correio de Rothschild / Agente do sistema para levar esta mensagem para a Inglaterra. Barão Alphonse fez, enviando a mensagem para Nathaniel de Rothschild em Nova Justiça que retransmitida para emendar um familiar próximo, e ex-primeiro-ministro Gladstone (Inglaterra passou a ser, sem um primeiro-ministro na época). Gladstone (shedding eu acredito, uma luz sobre os pareceres da própria família) responde a mensagem com a recusa de intervir. O palco estava montado. Embora Bismarck retirou o seu candidato espanhol, os atritos entre a França e a Prússia tornou-se irreconciliável. Napoleon III declarou guerra à Prússia em 1870. Explicou um biógrafo: “Ninguém previu a queda da França. Fato coroado contas e estadistas tanto acreditava que a Bismarck longo passado. Tinha assumido uma tarefa impossível.”Apesar da confiança de todos na França, Alphonse enviada a sua família para a Inglaterra. Ele, aparentemente, sabia melhor. Napoleon III sofreu uma derrota terrível. Seu império chegou ao fim. Esta guerra foi também financiado pela agência de Rothschild, Bleichroder. Aí vem o grande enigma sobre todo o assunto. Biógrafos, usando os diários e tal, parecem pensar que os Rothschild eram muito abalado com a perda de Napoleon III. Mas também parece que eles estavam atrás de toda a confusão. Talvez o medo da imprevisibilidade da nova revolução causou este desânimo. Talvez seja apenas desinformação Rothschild. Talvez sua pan era manter conexões em ambos os lados do conflito e ride out the storm, mas eles ficaram chateados, porque a sua lealdade filosófica foi para a França (apesar de eu achar isto difícil de acreditar). A família tinha as mãos em ambos os lados do conflito, parece mesmo que fabrica esse conflito, porque o resultado poderia ter virado a eles que eu não tenho idéia. Eu, pessoalmente, acredito que a Casa de Rothschild queria se livrar de Napoleão III e seu império, que é exatamente o que aconteceu, a Terceira República foi criado em França. Depois da guerra, a economia francesa foi devastada. O agente de Rothschild, Junius Morgan foi contratado para ajudar a restabelecer a situação financeira francesa. Ele fez um grande lucro. Como você pode ver o envolvimento de Rothschild no Império Austro-Prussiana e Franco-Prussiana Wars foi significativa, mesmo que eles estavam chorando paz.

FRANCÊS HOUSE, anos 19 e início 20TH CENTURY
Alphonse, do “New Trinity”, foi o talão 4 da Casa de Rothschild. Ele era um homem aristocrata e amigo de muitos líderes proeminentes da sua época. Ele também era um adúltero, seu caso mais notável é com a Condessa de Castiglione. Ele e sua esposa foram chamados de “os artistas mais pródigo de seus dias.” O Alphonse sofisticado foi mesmo os amigos com o rei Leopoldo da Bélgica e da Inglaterra, o príncipe das Baleias. Ele também melhorou a sua rede de agentes Herdado Rothschild, um sistema de metro que continuaria a crescer muito depois de sua morte. Ele foi um dos melhores homens informado do seu dia. Sua irmã mais velha Nathaniel Charlotte casou-se com a Casa do Inglês. Seu irmão Gustave também teve um affair com a Condessa de Castiglione. Seu irmão mais novo, Edmond #1 era um gênio e uma figura principal na criação de uma pátria judaica em Israel. Ele ajudou a divisão de petróleo do mundo, entre a Shell ea Standard Oil, de Rockefeller. Seu outro irmão, James Salomon casou com um Rothschild Frankfurt e é objeto de uma estranha circunstância descrita pelo biógrafo de Virginia Cowles. “Em 1864, filho do Barão de ‘terceira, a Salomon brilhantemente inteligente [Tiago], caiu morto. O menino tinha-se tornado um jogador compulsivo que seu pai havia causado grande ansiedade, como qualquer um, com o nome Rothschild foi dado o crédito financeiro ilimitado. Salomon aparentemente morreu de um ataque cardíaco que fascinou os irmãos Goncourt, Cabarrus, doutor Rothschild “, escreveu um deles... disse Saint-Victor Rothschild que o jovem que morreu no dia, outros realmente morreu de a excitação de jogar na Bolsa. Imagine que, um Rothschild mortos de um paroxismo de dinheiro. “No entanto, se os irmãos Goncourt soubesse os detalhes de um ataque cardíaco sofrido pelo anterior Salomon teriam sido ainda mais encantado. Três anos antes Salomon tinha ”deixado cair morto“. Ele havia sido colocado em um COMN e, segundo o costume judaico, realizado em todos os cômodos da casa. Um dos portadores tinha tropeçado mortalha, o caixão se chocou contra uma porta eh Salomon tinha acordado! Não por mais três anos foi ele bem e verdadeiramente enterrado.” Esta história poderia levar a todo tipo de especulação. Freres de Rothschild, o banco House francês, era muito poderoso. Ele tem suas mãos nas indústrias elétrica, o desenvolvimento do caminho de ferro do Mediterrâneo e negócios norte-Africano. Também controlada, com a casa britânica, os campos de petróleo de Baku, na Rússia, que fez os Rothschilds os principais concorrentes da confiança Rockefeller. O negócio do petróleo foi principly executado por Edmond # 1. Quando Alphonse morreu em 1905, a nova geração do House francês veio sob a acusação de Barão Edouard, um homem calmo e muito rico. Edouard foi diretor do Banco da França. Barão Edouard também funcionou o de Rothschild Freres com seu primo, Robert (que se casou com uma cerveja), filho de Gustave (irmã de Roberto, Alice Caroline casou-se com Sir Edward A. Sassoon). Estas duas realizada através de Rothschild Frères tumulto da primeira guerra mundial. Suas políticas eram passivos, como se extremamente protetor da riqueza da família. Barão Edouard e Robert tinha relações comerciais estreitas com o JP Morgan. Uma das operações do Morgan-francês Rothschild combinar envolvidos manipulação econômica que permitiu que a Câmara de Viena a quase totalmente recuperar as perdas que os Rothschilds austríaco tinha sofrido durante a Primeira Guerra Mundial. O filho de Edmond# 1, James Armand de Rothschild, o trabalho realizado em Israel de seu pai após a morte de Edmond# 1′s em 1934. Irmão James Armand Maurice era a ovelha negra da nova geração dos Rothschild francês. Maurice foi um banqueiro e um senador no Parlamento francês. Maurice era uma figura muito escandaloso no cenário aristocrático. Ele era conhecido como Don Juan de Rothschild. Disse um biógrafo: “Algumas pessoas foram tão longe como afirmar que uma … tinha que ser seduzida, ou pelo menos comprimida pelo Barão Maurice se um era uma mulher, ou ofendido pelo Barão Maurice, se um homem. Personagem Nenhum outro superou “enriquecer” o escândalo delicioso de seu tempo. ”Assim, uma nova geração francesa começou no século 20, o barão Edouard undynamic a liderar o caminho.

Lordes britânica, final do século 19 e início do 20
Uonel de Rothschild, do “New Trinity”, trouxe na Câmara no final do século 19. Uonel era um homem muito poderoso. Ele correu Novo Tribunal astutamente, e financiou muitas empresas de destaque, como o ouro Cecil Rhodes e minas de diamante, bem como a aquisição do Canal de Suez. Ele também foi o primeiro judeu membro do Parlamento. Sua irmã, Charlotte casou-se com outro membro da “New Trinity”, Anselmo de Viena. Outra irmã casou na casa prestes a ser extinto italiano. Irmão próximo irmão Lionel Anthony – os Rothschilds que descreveu como “escravos completo para as empresas – se casou com uma Montefiore, e foi nomeado cavaleiro pela rainha -, assim, Sir Anthony de Rothschild. Lionel, Nathaniel, era o pai dos Rothschilds Mouten. Nathaniel, apesar de da Câmara Britânica, amava a França e se mudou para Paris em 1851. Em 1853 ele comprou vinhas que se tornou conhecido como Mouton Rothschild, e viveu a estes vinhedos de vários meses do ano. Seus descendentes, os Rothschild Mouton, são cidadãos da França, mas são da Câmara Britânica (exceto que sua mãe era um Rothschild francês, mas a linhagem masculina é a mais importante da família Rothschild). Outro dos irmãos de Lionel, o Barão Mayer, casou-se com um Cohen. Mayer construiu uma casa espetacular, Mentmore Towers. Disse uma mulher: “Eu não acredito que os Medicis eram sempre assim que deu entrada na altura da sua glória.” As Torres Mentmore foram entregues a filha de Mayer, Hannah, quando ele morreu. Hannah casou-se com o Conde de Roseberry em 1878. Conde de Roseberry tornou-se o primeiro-ministro da Inglaterra, em 1894-95. Mentmore As torres são ainda hoje de propriedade do filho de Ana, o Conde de Roseberry atual. O Barão de Rothschild Mayer foi um membro do Parlamento (nunca fez um discurso), e incluiu criação de cavalos e corridas. Ele foi o Sporting “membro da família. Quando Lionel morreu em 1879 uma nova geração de ingleses Rothschild apareceu em cena liderada pelo filho de aristocratas de Lionel, Nathaniel “Natty” de Rothschild. Natty assumiu o controle da Nova Justiça, o britânico Rothschild banL Ele foi eleito para a Câmara dos Comuns em 1865 e, em seguida, em 1885, o Queen Victoria fez um Senhor e entrou para a Câmara dos Lordes – a primeira Lord Rothschild. O Intelligent Natty Unidos e foi um speechmaker ornamentado, ao contrário de seu pai, Lionel, e tio Mayer. Natty Senhor tem sido descrita como exclusiva, altivo, sem senso de humor, "um dos três homens mais rudes na Inglaterra”, seletivo, sem corte, distante, poderoso e um homem com um temperamento explosivo. A representante perfeito da classe dominante. O biógrafo disse um: “Embora Natty faltava o aumento de sua inteligência grosseira, pai insociável grand [Nathan, cabeça 2 dos Rothschilds] tinha uma personalidade forte e o ar autoritário de um homem que não está acostumado a ser contrariado.” Senhor Natty era um bom amigo de primeiros-ministros Disraeli e Gladstone. Ele jogou The Game filantropia dos ricos muito bem. O diretor do novo Tribunal era conhecido por sua caridade, especialmente para os judeus – ele foi chamado, Rei dos Judeus, como têm muitos outros Rothschilds. O altivo Lord Rothschild foi ainda presidente da Cruz Vermelha Britânica. Senhor Natty ganhou o coração da polícia de Londres (uma medida eficaz, quando está em um dos Illuminati). Todo Natal, ele presenteou-os com um cheque “bonito”, e qualquer funcionário pode receber uma refeição de quatro pratos em sua casa. Daí, carrinhos de Rothschild eram sempre dado o direito de passagem no trânsito. Nos negócios Senhor Natty foi muito conservador. Ele não arriscar muito e muitos olharam somente para os investimentos da família segura. Sua auto-confiança lhe disse para gerir os seus bens e se não confiar em seus investimentos com as pessoas que poderiam dar um golpe doloroso para suas riquezas. “Natty foi brusca e sem senso de humor e não sofrer os tolos de bom grado.” Também não podia permitir que o seu dinheiro nas mãos de um tolo, um dispositivo de cuidado foi necessário na medida em que ele estava preocupado. Segundo o escritor Frank Harris Rothschild Senhor disse-lhe: eu vou ao banco [Nova Justiça] de manhã e quando eu digo “não” eu voltar para casa à noite sem se preocupar. Mas quando eu digo ‘yes’ É como colocar o dedo em uma máquina – as rodas zumbido pode arrastar o seu corpo inteiro em após o dedo. Novo Tribunal de Justiça foi muito forte neste momento, por exemplo, que controlava o rubi minas na Birmânia, e as operações dos bancos cobriam a maior parte da América do Sul. O Brasil foi o Rothschild “preservar” na América do Sul, a Argentina era a “preservar” a família em Londres outros grandes bancos – o Barings. Enquanto dois Natty Senhor irmãos, Alfred e Leo, ajudou a administrar New Court, Natty foi quase totalmente chamando os tiros. “Natty ficou para financiar, Alfred para as artes, Leo para o esporte.” Filho da rainha, o príncipe Albert de Baleias College, em Cambridge. Eles se tornaram bons amigos e logo o príncipe era amigo íntimo com a maioria na Câmara e outro do clã Rothschild, incluindo os Irmãos Natty, Alfred e Leo. O grupo de amigos se tornou conhecido como, The Boys Marlborough, em homenagem a Marlborough o Prince’s House em que regularmente recolhidas, The Boys Marlborough tinham a intenção de se divertir. O pequeno círculo de partiers estavam vivendo uma vida onde “wit tomou precedência sobre etiqueta …” O príncipe provavelmente tinha uma mão em convencer a rainha a conceder peerage Natty. Os Rothschilds eram suspeitos, justamente por isso, de financiar os investimentos do Príncipe e pagando suas dívidas. O príncipe mais tarde se tornou rei Edward VII da Inglaterra. Como você pode ver, a influência de Rothschild se estende por toda a parte. Alfred, o irmão de Lord Natty, era um homem excêntrico. Ele tinha uma zebra quatro-em-mão, um gont animal de estimação, um privado filarmónicas que ser conduzida e num circo privado que teria ringmaster. Escusado será dizer que o Alfred Baron era um homem com talento. “Ele adorava a música, roupas, móveis, pinturas, mulheres bonitas e, acima de tudo, luxo.” Ele também estava envolvido no negócio -, ele trabalhou em Nova Justiça e foi o primeiro diretor judeu do Banco da Inglaterra. O Barão foi um dos responsáveis pela extrema-unção sobre Disraelis ‘corpo morto (Queen Victoria poderia ter tido um caso com Disraeli que os Rothschilds encoberto). Alfred comportamento foi semelhante ao de um diplomata e estava muito interessado em assuntos externos. Ele foi fundamental para aliviar o Inglês – Alemão tensões em torno da virada do século. Não era para o benefício Rothschilds ter guerra. Alfred partido com a tradição, quando ele deu, em sua vontade, sua grande riqueza para sua filha. Sua filha, por sua vez, usou algumas de Rothschild que o dinheiro para financiar a expedição ao Egito que descobriu túmulo de Tutancamon. Senhor Natty outro irmão, o Barão de Rothschild Leopoldo, não era muito de um empresário. Ele corrida de cavalos muito mais preferido e automóveis. Ele tinha a reputação de ser um homem bom. Sua esposa, Maria Perugia, era irmã da Sra. Arthur Sassoon. A primeira guerra de mundo supostamente ferido na Câmara financeiramente (embora pareça suas riquezas faltando apenas passou à clandestinidade), mas, como sempre, elas saltaram de volta (aos olhos do público). Assim, um novo British House of Rothschild começou no século 20, eminente Senhor Natty liderando o caminho.

AUSTRIAN HOUSE, anos 19 e início 20TH CENTURY
Anselm Barão von Rothschild, do “New Trinity”, trouxe a Casa da Áustria até o fim do século 19. Anselmo viveu sob a reputação de seu pai, Salomon, e seu tio, Amschel (com quem ele passou uma boa parte de seu tempo). Mas se não necessariamente passeio caudas seu casaco, ele provou seu valor, por assim dizer. Seu ato mais notável é a criação Creditanstalt, que destruiu a Challenger financeira dos Rothschilds, Credit Mobilier. Quando jovem, Anselmo era um pouco selvagem e frívolo, tão oi. pai o mandou para aprendiz. Anselmo acabou trabalhando com seu tio Amschel no banco de Frankfort (que foi condenado a liquidação futura). Frankfort HLM mellowed, e viveu lá por 30 anos. Quando seu pai morreu em 1855, Anselm retornou a Viena para tomar o lugar do pai. Ele se tornou um empresário muito ativo. Anselmo teve influência na corte dos Habsburgos. Nome do Barão de Anselmo foi inscrito no Livro de Ouro da capital e em 1861 tinha sido feito um membro da Casa Imperial dos Lordes “. Ele também sabia arco de incorrer em sua ira. Um clube na Áustria recusou-lhe a filiação, porque era judeu. Barão Anselm simplesmente comprou uma unidade de tratamento descartáveis e instalou-se mesmo ao lado do clube. O cheiro era horrível. O dub, em seguida, tentou dar-lhe um cartão de membro, para consertar o problema, mas ele retornou o cartão encharcado em perfume e os informou que não iria mover sua unidade de esgoto. Os Rothschilds detonar a crise financeira de 1873, em Viena. S.M. Rothschild und Söhne totalmente controlado Finanças húngaro. Creditanstalt e foi o grande centro financeiro do reino dos Habsburgos. Filhos de Anselmo realizada em Viena, depois que ele morreu em 1874. Nathaniel Ills filho mais velho era um aristocrata, que não estava interessada na banca, só de arte e história. Segundo filho de Anselmo, Ferdinand, mudou-se para Inglaterra. Apenas barão Albert von Rothschild, filho caçula de Anselmo tinha uma inclinação de negócios e se foi escolhido para assumir Creditanstalt. Baron Nathaniel Albert e foram os dois homens mais ricos da Áustria. Barão Albert “, realizado controle acionário em inúmeras indústrias que vão desde o carvão ao ferro, e quando, em 1881, ele converteu o famoso seis por cento de ouro do empréstimo do banco para a Hungria era reconhecida como a maior força financeira no império.” Albert estava com medo do povo comum, que construiu uma mansão que foi mais de uma fortaleza que uma casa. Seus gritos foram sete het alta, e em cima do que estava mais oito metros de cercas de ferro. Segundo filho de Anselmo, o Barão Ferdinand, foi membro do “Prince Edward Marlborough’s Boys”. Ele permaneceu na Inglaterra, tornando-se um cidadão naturalizado. Ferdy “como era chamado foi uma socialite intelectual. Ele construiu uma mansão Incrivelmente grandioso chamado Waddeson Manor, uma das mais impressionante de todas as casas de Rothschild. A mansão foi tão maravilhoso que a própria rainha pagou-lhe uma visita. Os visitantes de seus salões variaram do Frederick Imperatriz ao Xá da Pérsia. Ferdinand também tinha um zoológico. Uma das filhas de Anselm também mudou para a Inglaterra – Alice. A Alice solteiros era muito “tirânico” pessoa. Na verdade, ela nem gritou com a rainha quando ela viu um atropelamento Inadvertidamente canteiro. A Rainha e Alice permaneceram amigos, e a rainha apelidado de Alice, o poderoso Al “Alice … reina absoluta “, escreveu um primo.” Não há nada sobre este monarquia constitucional. Não admira que a rainha tem chamado a sua “o poderoso Al’…” Quando morreu Ferdinand Alice recebeu Waddeson Manor. Chefe da Casa austríaca, Alberto morreu em 1911. Seu filho (nenhum de seus irmãos tinha filhos), o Barão Louis tornou-se o chefe da casa. irmãos Luís, Alphonse e Eugene, eram “senhores de lazer.” Barão Louis e seus dois irmãos, tanto serviu no exército austríaco, durante a I Guerra Mundial (a guerra supostamente dividem o House Viena do Francês e Inglês Casas, eu não acredito nisso) de riqueza. A casa austríaca teve que passar à clandestinidade durante a guerra. Após o fim da guerra das Casas Francês e Inglês colocar a casa austríaca para trás “em seus pés outra vez.” Assim, uma nova Casa da Áustria começou a século 20, Albert potente e suave Barão Louis liderando o caminho.

A CONEXÃO MORGAN
George Peabody, um comerciante de Massachusetts, criaram uma casa bancária – George Peabody & Co. – em Londres, em 1837. Ele tornou-se considerado como um “embaixador financeiras em Londres. Carrol Quigley atributos o uso de fundações isentas de impostos para a manipulação da sociedade para Peabody, visto em sua fundação Peabody Illuminati. Daniel Colt Gilman, um membro da Skull & Bones e primeiro presidente da Carnegie Institution, esteve envolvido na criação da Fundação Peabody. Ele estava em alta, como pela elite que eles ergueram uma estátua dele em frente ao Banco da Inglaterra. Peabody estava ficando velho e precisava de um parceiro mais jovem. Junius Morgan , de Hartford, Connetticut, foi recomendado a Peabody. Em 1854, Junius e sua família chegaram a Londres para se juntar George Peabody & Co. Quando a elite inventado Guerra Civil Americana começou, Peabody e Junius Morgan levantou empréstimos para o Norte. Parece Junius jogou ambos os lados da guerra. Ralph Epperson reivindicações Junius foi um dos agentes de Rothschild que enviou suprimentos para o sul. Quando se aposentou em 1864 Peabody Junius assumiu o negócio. A empresa foi re-nomeado JS. Morgan & Co. Naquele mesmo ano, filho de Junius, JP Morgan, tornou-se um sócio minoritário na empresa. Um ano depois JP para a América para representar a empresa em Nova York. Após o fim da Guerra Franco-Prussiana, Junius Morgan foi chamado para ajudar a restaurar o etonomy francês. Por volta desta época seu banco foi falado de como um rival para o Novo Tribunal de Rothschild, mas Junius era um agente de Rothschild, quando ele prosperou assim prosperaram os Rothschilds e os Illuminati. J.S. Morgan & Co. foi uma das grandes ferramentas de Rothschild do poder nos Estados Unidos. Em 1869, filho de Junius, o JP Morgan foi para Londres para se reuniu com os Rothschild. Eles colocaram os planos para formar Northern Securities, uma empresa que atuaria como um agente para o Novo Tribunal de Justiça os E.U.. J.P. decisão como um proxy para a família. Em 1871, filho de Junius, JP Morgan, fez uma aliança com Tony Drexel, herdeiro do poderoso banco de Filadélfia. Sua empresa – Drexel, Morgan & Co., residia em um prédio extravagante novo em Wall Street, que ainda hoje sede do Morgan. Depois os europeus superou sua falta de confiança no final da Guerra Civil, o dinheiro começou a fluir através do oceano para os E.U.., Proporcionando lucros enormes para a empresa. É estabelecido para financiar o crescente número de projetos industriais na América. The House of Morgan estava ficando extremamente rico. Junius se aposentou em 1879 e assumiu J.P. JS. Morgan & Co., reorganizando-o sob o título JP Morgan & Co. “JP Morgan logo se tornou um símbolo da crescente centralização do dinheiro americano”. Ele era muito monopolista. Seus agentes seria através da criação de cartéis “morganização.” Em 1896 as famílias Illuminati Payne, Whitney e o Vanderbilts todo o dinheiro em mau Morgan-Empresa de Garantia, que foi executado pelo JP Morgan e equipamentos Guggenheim. Em um certo momento ele controlava neariy metade do sistema ferroviário americano. Ele estabeleceu a United States Steel Corp “com base em usinas de Andrew Carnegie de Pittsburgh Steel”. Em 1901, através do aumento da “sem precedentes” montante de US$ 1,4 bilhões. JP foi adepto a criação de sindicatos financeiros para os Illuminati, os esforços conjuntos para promover o “Grande Plano”. Presidente Welliam Mckinley Morgan começou a perseguir os Rothschild-run Norte de Valores Mobiliários sob a leis anti-trust em 1900. Em 1901 Mckinley correu para um segundo mandato e nomeou um novo vice-presidente, Theodore Roosevelt, um de bloqueio, ações e Illuminatus barril. Menos de um ano depois, ele foi assassinado. Quando o “Teddy” tornou-se presidente do Ministério do Norte de Valores Mobiliários parado. Por esta razão, algumas pessoas pensam que a morte de McKinley foi ordenada pelo JP Morgan e os Rothschild. Ele foi capaz de criar um sindicato, com a ajuda de agentes de Rothschild, August Belmont, Jr., afiançou que os E.U. fora de um esgotamento do Tesouro. O sindicato levantou US$ 65 bilhões em ouro. A quantia seria reembolsada por uma emissão de obrigações. JP recebeu algumas críticas por estritos termos do negócio. Durante 5 meses no início de 1907, o JP Morgan estava na Europa, viajar ida e volta entre Londres e Paris, presumivelmente, visitando a Casa de Rothschild lá. A. Ralph Epperson escreve: “a razão Apparentiy Morgan estava na Europa, foi porque a decisão estava sendo feito para ter Morgan precipitar um pânico bancário nos Estados Unidos. Quando ele voltou, ele começou a rumores de que o Banco Knickerbocker, em Nova York estava falida.” Panic seguiu. As pessoas começaram a retirada em massa de seus depósitos – uma corrida. A corrida Knickerbocker teve um efeito dominó, outros bancos e tinha executado o Pânico de 1907, foi concluída. “JP Morgan supervisionou a operação bancária resposta comunidades para o Pânico de 1907. Todo o incidente ajudou a empurrar elite para um banco central. Um homem que sabia da trama foi historiador Frederick Lewis Allen, que escreveu na revista LIFE:… certos cronistas têm chegado à conclusão de que os interesses engenhoso Morgan aproveitou as condições instáveis durante o Outono de 1907 para precipitar o pânico, guiá-lo com astúcia, uma vez que progrediu, de modo que matar os bancos rivais, e consolidar a preeminência dos bancos dentro da órbita Morgan. O Pânico de 1907 pessoas fizeram desejar um poderoso banco central que poderia “proteger” o homem comum dos abusos “dos banqueiros de Wall Street”. Essa coisa toda acabou levando à criação da Reserva Federal. Um dos homens com os grupos financeiros foi Harold Morgan Stanley. Stanley era um membro da Skull & Bones. Depois da morte de JP Morgan tornou-se uma empresa Morgan Stanley & Co. JP Morgan morreu em 1913. Seu filho, Harvard educadas do JP Morgan, Jr. assumiu (escritores mais conspiratório não fazem uma distinção entre esses dois). JP Morgan, Jr dirigiu o banco com uma equipe de gerentes que foi liderada por Thomas Lamont. Morgan, Jr. foi, como seu pai, um poder-banqueiro internacional fome. Ele era famoso por sua manipulação de imensos empréstimos estrangeiros. Mais importante do JP Morgan, Jr parece ter seguido os passos do ex-chefes da casa de Morgan, trabalhando com os Rothschild.

A CONEXÃO SCHIFF
Lembre-se da família Schiff? No primeiro artigo expliquei que eles compartilhavam uma residência em Frankfort, sempre ligando as duas famílias. O Schiffs tornaram-se agentes de Rothschild, e como a maioria dos agentes dos Rothschilds que eventualmente se tornou muito rico e poderoso. O mais proeminente do Schiffs Henrique foi Jacob Schiff. Jacob nasceu em Frankfort em 1847, e foi enviado pelos Rothschild / Schiff rede para a América para fazer fortuna (bem como os Astor enviado John Jacob Astor). Jacob Schiff chegou a Nova York em 1865. Dez anos mais tarde tornou-se sócio da empresa Illuminati Kuhn, Loeb & Company. Dez anos depois que ele se tornou seu presidente. Diretor Rothschild e assuntos Illuminati partir do seu lugar de autoridade. Jacob Schiff foi também no Conselho de Administração da Central Trust Company, da Western Union. e Wells Fargo Company. Uke mais elite, ele deu grandes somas de dinheiro para a caridade. Filantropia paga fora em uma maneira grande para a classe dominante.

JEKYLL ISLAND
Os interesses dos Illuminati queriam criar um Banco Central, na América. Eles queriam construir a Reserva Federal. Primeiro, eles precisavam de um monte de crise bancária “, que vai pressionar a opinião pública para um sistema de Reserva Federal. Estes foram fornecidos pelos Illuminati, incluindo Pânico JP Morgan Knickerbocker de 190?. Em segundo lugar, eles precisavam de um presidente E.U. favorável no cargo. Agente de Rothschild, o coronel House desde que esta começando Woodrow Welson eleitos. O povo americano estava sendo couditioned. Para fornecer a “reforma do sistema bancário americano” um Congresso Monetário Nacional, foi criada a Comissão e um homem relacionado com os Rockefellers, Nelson Aldrich, foi colocado no cargo. Durante dois anos, esta viagem em torno da Comissão placa Europa-fresagem com os Illuminati e obtendo indicações sobre a forma como o banco central deveria ser criado. Então, a Comissão retornou em 1910, e Nelson Aldrich fui a uma reunião secreta na Ilha Jekyll Hunt Club na Geórgia para escrever a legislação de um banco central americano a ser executado pelos Illuminati . Others na reunião Jekyll Island foram estes homens Illuminati – Andrew A. Platt, Frank Vanderiip (de Kuhn, Loeb & Company banco), Henry Davidson (do JP Morgan), Charies Norton (de um banco Morgan), Paul Warburg ( de Kuhn, Loeb & Company e irmão-em-lei de Schiff), Benjamin Strong (de outra empresa Morgan). A maioria destes homens estavam ligados a Jacob Schiff ou JP Morgan, que por sua vez, eram agentes da Casa de Rothschild.
O Jekyll Island Hunt Club foi ainda detida pelo JP Morgan. O Federal Reserve foi sneakily lei aprovado pelo Congresso, no inverno de 1913 e presidente Woodrow Wilson assinou o projeto em lei. Os Illuminati, particularmente os Rockefellers e Rothschilds, mal usurpou o poder financeiro dos Estados Unidos. O primeiro governador da sucursal de Nova York do Federal Reserve foi Benjamin Strong. O primeiro governador do conselho do Fed de diretores foi Paul Warburg. Ambos ligados ao Schiff, JP Morgan, Jr, e da Casa de Rothschild. O Fed tem sido um instrumento eficaz dos Illuminati e os Rothschilds, a criação de crise, como a Grande Depressão (que o JP Morgan, Jr estava muito envolvido na criação). Apparentiy (de acordo com o congressista Louis McFadden), a Depressão ajudou a consolidar o poder financeiro sobre os E.U.., Colocando-o nas mãos da aliança de banqueiros Rothschild, entre o primeiro grupo JP Morgan Banco Nacional de Schiff e Kuhn, Loeb-run National City Bank. A Grande Depressão também conduzir ao New Deal de Roosevelt.
I Guerra Mundial
Conexões de Rothschild para a primeira guerra WorId são um excelente exemplo de conflito controlado. Ao lado dos aliados da Casa britânico e francês, apoiado financeiramente batalhas seus países. Alguns Rothschilds eram mesmo os soldados, apesar de não ver muita ação. Banco JP Morgan foi uma grande ajuda financeira para a causa aliada. Foi o Aliados “agente de compras” até os E.U. entraram na guerra. Também criou um sindicato que financiou, modernização “na China, para ajudar a defender este país contra a ameaça japonesa. A elite queria América na guerra. Historiador Charles Tansill observou: ,,… os grandes interesses bancários eram profundamente interessados em Primeira Guerra Mundial por causa da variedade de oportunidades de grandes lucros. Em 3 de agosto de 1914, mesmo antes do confronto real de armas, a empresa francesa de Rothschild Freres telegrafou a Morgan and Company em Nova York, sugerindo que a flutuação de um empréstimo de US $ 100.000.000, um substancial parte do que era para ser deixado nos Estados Unidos, para pagar as compras de mercadorias francês americano. “O Lusitânia era um truque. Foi lançado com algumas munições Morgan propriedade, havia sido entregue para a Inglaterra como um membro da Marinha, e apesar das advertências dos alemães foi enviado para uma zona de guerra naval, especificamente para ser um alvo – o catalisador para a entrada dos EUA para a guerra. Um conhecedor Departamento de Estado americano falhou em alertar os E.U.. cidadãos a bordo do navio das viagens definitiva perigo . Churchill ordenou a escolta naval Lusitanina de regresso ao porto, eo navio fadado ficou desprotegido, para ser afundado. agente Rothschild coronel House provavelmente sabia desta parcela, os registros apontam para uma discussão de que entre ele e Sir Edward Grey da Inglaterra. Historiador Colin Simpson chamou o afundamento do Lusitania o ato mais sujos “, de homicídio doloso cometido alguma vez sobre os mares. No lado do eixo da rede de Rothschild também canalizava dinheiro. Outra família aliada aos Rothschilds era o Warburgs. Max Warburg, irmão de Paul Kuhn-Loeb Warburg. correu uma potência financeira da família, de Frankfurt, Alemanha (uma das razões pelas quais os Rothschilds foram capazes de liquidar o seu banco de Frankfurt, o Warburgs iria correr as coisas). Max era o chefe da polícia secreta alemã durante a Primeira Guerra Mundial. A conexão Warburg é relatado por ter ajudado financeiramente as potências do Eixo. No final da guerra, em 1919, o Tratado de Versalhes, reuniões com a presença de Rothschild ligado homens como Paulo e Max Warburg, John Foster Dulles (de Kuhn-Loeb), o coronel House, Thomas Lamont (de Morgan) e Allen Dulles (de Kuhn-Loeb). As duras condições do Tratado de Versalhes totalmente definir o cenário para a Segunda Guerra Mundial. Disse um delegado: “Isso não é paz, esta é apenas uma trégua de vinte anos.” Com certeza, em 1939, a Segunda Guerra Mundial começou. Outro produto das reuniões de Versalhes foi Carta da elite para a Liga das Nações – o primeiro Illuminati tentativa de criar uma instituição global. A Liga das Nações falhou. Este apelou para a necessidade de criar um think tank / organização de interesse especial que poderá promover a nova ordem mundial. Assim, a criação de Relações Exteriores Instituições – o CFR., RIIA, etc Isto será discutido em um bocado. I Guerra Mundial ajudaram a criar um Estado comunista. Max Warburg financiou Lenin e seus revolucionários. Jacob Schiff fez um conhecido $20 milhões para Lenin. JP Morgan & Co. ajudou a financiar a revolução bolchevique. Alfred de Rothschild também ajudou a financiar os bolcheviques.
SEGUNDA GUERRA MUNDIAL
A segunda Guerra Mundial foi também controlada por Illuminati e os interesses de Rothschild. A Grande Depressão não só occure na América. Ele também varreu a Europa. A depressão económica na Europa, juntamente com um extremamente duras Tratado de Versalhes ajudou a atiçar as chamas dos incêndios nacionalista que varreu a Alemanha.Hitler era um membro da mais poderosa sociedade secreta ocultista na Alemanha. Ele penetrou no círculo íntimo desta sociedade, onde o satanismo foi praticado. Hitler foi dedicado ao Império de Satanás – um boneco mal. Ele foi trazido a este grupo mal por Dietrich Eckart, que é suposto ter dito em seu leito de morte: “Sigam Hitler. Ele dançará, mas fui eu que chamei a tune! Eu o iniciei na ‘Doutrina Secreta’; aberto seus centros de visão e lhe dei os meios para se comunicar com os Poderes. Não chorem por mim: terei influenciado a História mais do que qualquer outro alemão. “No último artigo, discutimos a possibilidade de Hitler ter sido de descendência Rothschild. Considere isto – ele provavelmente teve linhagem satânica, ele teve o apoio de uma poderosa sociedade satânico, que ele havia vendido sua alma a Satanás, e ele teve o apoio financeiro dos Illuminati. é de se admirar que ele saiu da obscuridade, a pobreza ea prisão para se tornar um dos homens mais poderosos de todos os tempos? Creio que é mesmo seguro specuiate que Hitler era totalmente controlado por um espírito demoníaco (s); que ele simplesmente entregou-se ao controle de Satanás. Um ex-membro da Hierarquia Satânica dos Illuminati expressa uma crença-me que tem havido certos homens mal ao longo da história que totalmente se entregue à posse por Satanás. Que esses homens (Hitler, Gengis Khan, por exemplo) têm sido anti-tipos de Cristo, simplesmente recipientes humanos para a residência de um espírito demoníaco muito poderoso, ou mesmo o próprio Satanás. O ex-membro dos Illuminati acreditavam que quando Satanás não tinha mais necessidade de o corpo de seu anti-Cristo iria descartá-lo de morte e encontrar outra alma disposto a sacrificar seu controle corporal para o diabo. Estes números mal não seria “O” Anti-Cristo, explicou o informante, mas que se permitiram assumidas pelo “espírito” do Anti-Cristo. Esta é apenas uma teoria, mas eu acredito que tem mérito certo. Se é verdade, ela pinta um retrato interessante de Hitler e da classe dominante que o criou. principal fonte de Hitler do poder econômico era do cartel químico IG Farben e IG Farben, por sua vez era controlado pelos Illuminati. O cartel IG Farben foi criado por empréstimos de Wall Street, em que foi chamado o plano Dawes. Carroll Quigley chama o Plano Dawes “uma grande produção de JP Morgan.” O Grupo JP Morgan criou o empréstimo a IG Farben, que criou Hitler., sem a capital fornecidos por Wall Street, não teria havido nenhuma IG Farben, em primeiro lugar, e quase certamente não Adolf Hitler e WorId Guerra Mundial “. Henry Ford fundiu seus ativos alemão com I.G. Farben, em 1928. O cartel criado o letal gás Zyklon B, que foi usado para exterminar os judeus. Ele também esteve envolvido na tortura experimentações que conduziram à mente os métodos de controlo, tais como a programação Monarch. Você vê o que aconteceu? Um agente de Rothschild para criar um cartel que esteve diretamente envolvido no terrível perseguição dos judeus. A família ainda mantém a ilusão de ser totalmente favorável à sua raça. Alemanha na primeira tinha uma desvantagem significativa se eles fossem a embarcar em uma segunda guerra mundial. A nação tinha uma escassez de combustível, mas os Illuminati fixo este problema. Os alemães foram capazes de lutar a Segunda Guerra Mundial através da utilização de combustíveis sintéticos que foram criados pelo processo de hidrogenação (transformação de carvão em gasolina). Este processo foi descoberto por I.G. Farben. Tecnologia de hidrogenação, não teria sido totalmente desenvolvido pela Segunda Guerra Mundial, mas IG Farben fez um acordo com a Standard Oil de Rockefeller, que foi capaz de completar a investigação, facilitando a guerra. Curiosamente, I.G. Farben plantas não foram alvo de bombardeamentos sobre a Alemanha. Até o final da guerra, as refinarias tinha experimentado apenas 15% de dano. William Dodd, embaixador americano na Alemanha antes da Segunda Guerra Mundial, escreveu o presidente Roosevelt: “No presente momento, mais de uma centena de empresas americanas têm filiais aqui ou protocolos de cooperação. O DuPonts têm seus aliados na Alemanha, que estão ajudando no negócio de armamento. seu principal aliado é a IG Farben de Empresas, a Standard Oil Company … enviado 2.000.000$ aqui em dezembro de 1933 e fez US$ 500.000 por ano ajudando alemães limprove tecnologia de hidrogenação], …, The International Harvester O presidente da companhia me disse seu negócio, aqui cresceu 33% no ano, mas eles poderiam ter nada [salário] para fora [exceto de mercadorias]. “Mesmo as pessoas de nossas aeronaves têm acordos secretos com Krupps.” General Motors Company [que era controlada pelo JP Morgan, o Grupo] e Ford enorme aqui fazer negócios através das suas filiais e não ter lucros para fora. ” Alemanha precisava de capital destas e muitas outras empresas americanas, a fim de travar uma guerra. I.G. Farben tinha uma holding nos Estados Unidos chamado American IG Farben. Paul Warburg, seu irmão Max (Alemanhas chefe da polícia secreta durante a Primeira Guerra Mundial), e agente Warburg Herman Metz foram alguns dos membros do conselho de diretores da IG americana Farben. Outros diretores incluído Rockefeller / homens bancário International (Edsel Ford, Charies Mitchell, Walter Teagle, etc.) Três alemães no Conselho de Governadores foram condenados como criminosos de guerra depois da guerra, mas à frente de elite norte-americanos não foram mencionadas, embora tenham participado das decisões penais, mesmo aqueles que foram punidos. Segundo o autor Eustice Mullins, Hitier reuniu-se com Allen e John Foster Dulles, em 1933. Os irmãos Dulles eram na qualidade de representantes legais de Schiff Warburg e Kuhn, Loeb & Co, que era parte integrante da rede de Rothschild. Mullins afirma Kuhn & Loeb tinha estendido grandes créditos a curto prazo para a Alemanha, e precisava garantir o reembolso de tais empréstimos. O Dulles supostamente assegurou a Hitler que ele iria receber os fundos necessários para ser instalado como chanceler da Alemanha, ele se comprometeu a pagar as dívidas. Uma das maiores fabricantes de carros para a Alemanha era Opel, que era controlada pela Jp Morgan Group. Outra empresa ligada ao J.P. Morgan foi Bendix Aviation Group “, que forneceu dados [da Alemanha] sobre pilotos automáticos, Instrumentos aviões e aeronaves e motores de arranque para motores diesel.” Os exemplos de ir por diante. Há muito mais que poderia ser escrito sobre este assunto. O fabricados ataque a Pearl Harbor permitiu a Roosevelt América entra na guerra. A segunda guerra WorId tinha sido criado pelos Illuminati, com a ajuda dos Rothschild / Morgan / Warburg / Sindicato Schiff. Após o fim da guerra, os Tribunais que investigou os criminosos de guerra nazistas censurado “qualquer material de gravação ajuda ocidental para Hitler”, disse o historiador Antony C. Sutton.
GLOBALISMO
Segunda Guerra Mundial, facilitou a aceitação de um americano giobal “paz” da instituição – as Nações Unidas. Após os E.U. havia rejeitado a primeira tentativa de criar uma instituição desse tipo na Liga das Nações, os Illuminati decidiram criar um braço do Rothschild financiou Redonda Grupos de mesa que poderia ajudar a sociedade a influência ocidental em relação ao acolhimento do globalismo. A idéia original era criar um grupo internacional de interesse específico dos conselheiros que irá promover uma Nova Ordem Mundial, chamado o Instituto de Assuntos Internacionais. O plano mudou eventualmente, o Instituto foi dividido de modo que grupos distintos poderiam influenciar governos separados, sem ter a aparência de uma conspiração. Esses grupos foram formados com o que são as chamadas reuniões Hotel Majestic. Baron # 1 Edmond de Rothschild, da França foi a principal força por trás destas reuniões, e todas as os fundadores destes grupos eram os homens que se reuniram com a sua aprovação. Chefe destes era agente Rothschild coronel Edward Mandell House. Um desses grupos foi o CFR. O Manual do CFR de 1936, explica como foi estabelecido. “Em 30mai1919, vários membros importantes das delegações para a Conferência de Paz de Paris reuniram-se no Hotel Majestic, em Paris para discutir a criação de um grupo internacional destinado a aconselhar os seus respectivos governos sobre assuntos internacionais …. Foi decidido nesta reunião a convite da organização proposta do Instituto de Assuntos Internacionais. Numa reunião realizada em 5jun1919, os planejadores decidiram que seria melhor ter separado as organizações que colaboraram com os outros. Consequentiy, eles organizaram o Council on Foreign Relations, com sede em Nova York. e uma organização irmã, o Royal Institute of International Affairs [RIIA], em Londres, também conhecido como Chatham House Study Group, para aconselhar o Governo britânico. Uma organização afiliada, do Instituto de Relações do Pacífico, foi criada para tratar exclusivamente Far Eastern Affairs [e facilitou o ataque a Pearl Harbor]. Outras organizações foram criadas em Paris e em Hamburgo, na sucursal de Hamburgo que está sendo chamado o Institut fur Auswärtige Politik. eo ramo a ser conhecida como Paris, Centre d’Etudes de Politicque Etrangere … “Eu nunca vi qualquer investigação sobre o Institut fur Auswärtige Politik na Alemanha. It wouid ser interessante ver como esse grupo estava envolvido com a elite ea criação da Segunda Guerra Mundial. Um grupo de homens Illuminati prudentes levaram os planos estabelecidos no Hotel Majestic reuniões e formou o CFR. Os fundadores incluído; coronel Edward Mandell House (um agente Rothschild), John Foster Dulles (de Rothschild ligado Kuhn, Loeb & Co.), e Allen Dulles (também de Kuhn, Loeb & Co.). O CFR foi fundado oficialmente em 29jul1921. O dinheiro para a fundação veio do JP Morgan, Baruch Bernard, Otto Kahn, Jacob Schiff, Paul Warburg, e John D. Rockefeller, entre outros. O financiamento para o RIIA em Londres, veio principalmente da família Astor. Rothschild-Paul Warburg foi conectado na placa original de diretores do CFR. Como você pode ver claramente, a rede de Rothschild teve uma influência significativa na criação dos grupos de relação externa. Esta influência continua até hoje. O poder de Rothschild no segredo “Sociedade dos Eleitos” e os Grupos da Távola Redonda prorrogado para o semi-CFR público, RIIA, etc A Casa de Rothschild estava nos seus braços com suas elites feilow; gerir a construção da Nova Ordem Mundial . Deve haver uma parte 3 desta série, que irá investigar Rothschilds individuais da guerra WorId até para o mundo moderno, e sua participação na continuação dos Illuminati.
Bibliografia:
Cowles, Virgínia. O ROTHSCHILDS: A fortuna da família. Nova York: Alfred A. Knopf, Inc., 1973
Sampson, Anthony. Os agiotas. Nova York: Penguin Books, 1983
Morton, Frederic. O ROTHSCHILDS: Um Retrato de Família. Nova York: Collier Books, 1991
Wechsberg, Joseph. A banqueiros. Nova York: Pocket Books, 1968
Ainda assim, William. Nova ordem mundial. Lafayette, Louisiana: Huntington House Publishers, 1990
Sutton, Antony C. AMERICA S SECRET ESTABELECIMENTO: UMA INTRODUÇÃO AO DESPACHO Skull & Bones. Liberty House Press
Mullins, Eustace. A ordem mundial. Boring, OR: CPA Book Editora, 1985
Epperson, A. Ralph. A mão invisível. Tucson, Arizona: Publius Press, 1985
Uma nota sobre a Krupps DA ALEMANHA
Já foi dito por um informante que os Illuminati Krupp Ramily faz parte dos Illuminati. É claro que o que a família Krupp deve ser pelo menos de acordo com os planos dos Illuminati. Isso pode ser dito por causa do poder extensivo da Krupps. O Krupps foram os produtores primários dos grandes armas para o exército alemão na Primeira Guerra Mundial Lenin queria o Krupps para ajudá-lo a fazer as estepes russas produtivo. O Krupps produziram equipamentos agrícolas, locomotivas e comboios, bem como os tanques. Após W.W. Eu tinha terminado, o chefe da família Krupp, Gustav Krupp von Bohlen und Halbach, começou secretamente planejando reconstruir o poderio militar da Alemanha. Gustav Krupp comprou minas de carvão após W.W. Eu com um olho em usá-los para a produção de armas futuro. Após a Comissão de Controle Aliada partiu Alemanha em 1928, as fábricas Krupp começaram secretamente despejando alguns tanques especialmente na Fábrica Krupp Garusonwerk. The Christian Science Monitor, que prende-se com o sistema oculto enviaram repórteres para fábricas Krupps durante a década de 1920 um relatório sobre a forma como os alemães estavam em conformidade com as limitações do Tratado de Versalhes.
Os repórteres deram um atestado de saúde para as fábricas Krupp, embora os jornalistas deveriam ter questionado por que todos os seus filmes foi destruída durante visitas a fábricas (raios infravermelhos foram irradiados Em seu filme, enquanto que visitou fábricas Krupps.) Prussian treinados Gustav Krupp tinha casado a filha de Friedrich Krupp, cujo nome era Bertha. Bertha era uma mulher poderosa, e único proprietário em 1902 de uma das maiores empresas de aço da Alemanha. O Krupps viveram acima Essen, alemão em um palácio chamado Hugh Villa Huegel, cujo braço pequeno tem 60 quartos. Eles também têm outros castelos e vilas. Houve uma época em que possuíam (tanto quanto eu sei que eles ainda fazem) um castelo nos Alpes austríacos nomeado Bluehnbach. Gustav Krupp hospedado e foi um dos líderes de um grupo secreto de 12 de poderosos industriais alemão chamado Ruhrlade que tomou decisões em segredo industrial da Alemanha durante a República de Weimar. Este grupo também tomava decisões políticas. Em 1932, a Krupp começaram a ajudar Hitler. O organismo que rege segredo do Ruhrlade cobriram suas reuniões por trás da cobertura de ter grupos de caça abundante. Os Illuminati manteve um controle rígido e deu apoio secreto de Hitler na sua ascensão ao poder. Illuminatus William Randolph Hearst tinha o seu chefe europeu correspondente William Bayard Hale reuniu-se com Hitler no início da década de 1920 na suíte luxuosa Hale no Bayrisher Hotel Hof.

JcSHOW

Seguidores

Onde está o rei!

JC no Youtube

Loading...

No you, it´s 4shared