segunda-feira, 7 de abril de 2008

Londres - Museu Madame Tussauds



Museu Madame Tussauds é um famoso museu de figuras de cera.




Possui a maior coleção de figuras de celebridades. A sede principal do museu está em Londres, mas também existem estabelecimentos em Paris, Nova York, Hong Kong, Las Vegas e Amsterdam. Em 2007 foi aberto um em Hollywood.




Marie Tussaud (1761-1850), nascida Marie Grosholtz em Estrasburgo, França, trabalhou como governanta para o Doutor Philippe Curtius, um médico com talento em modelação da cera, que ensinou essa arte a Tussaud.




Há citações do museu em livros de Júlio Verne como o "Volta ao mundo em 80 dias".




Um museu de cera é um museu no qual existe a exposição de peças feitas de cera, usualmente retrantando animais extintos ou celebridades.




O Museu Madame Tussauds é talvez o mais famoso nome associado com os museus de cera. Em 1935, Madame Tussauds montou sua primeira exibição permanente em Baker Street, Londres.




A arte contemporânea é um período artístico que surge na segunda metade do século XX e se prolonga até aos dias de hoje.

Após a Segunda Guerra Mundial, , sobrepõe-se aos costumes a necessidade da produção em massa, .. Quando surge um movimento na arte, esse movimento revela-se na pintura, na literatura, na moda, no cinema, e em tantas outras artes tão diferentes. Sendo a arte transcendente, para um determinado movimento surgir é muito provável que surja primeiramente na sociedade.




A arte começa a incorporar ao seu repertorio questionamentos bem diferentes das rupturas propostas pelas Arte Moderna e as Vanguardas Modernistas.

Este período evivencia-se fulminantemente na década de 60, com o aviso de uma viagem ao espaço. As formas dos objecto tornam-se, quase subitamente, aerodinâmicas, alusivas ao espaço, com forte recorrência ao brilho do vinil.




Na década de 70 a arte comtemporânea é um conceito a ter em conta. Surge, enfim a Op Art, baseada na «geometrização» da arte, Pop Art, (principais artistas: Andy Warhol e Roy Liechtenstein)baseada nos ícones da época, no mundo festivo dos setentas, uma arte comercial, que mais tarde se tornaria uma arte erudita.




A partir de meados das décadas de 60 e 70, notou-se que a arte produzida naquele período já não mais correspondia à Arte Moderna do início do século XX. A arte contemporânea entra em cena a partir dos anos 70, quando as importantes mudanças no mundo e na nossa relação de tempo e espaço transformam globalmente os seres humanos.




Entre os movimentos mais célebres estão a Op Art, a Pop Art, o Expressionismo Abstracto, a Arte conceptual, a Arte Povera, o Minimalismo, a Body Art, o Fotorrealismo, a Internet Art e a Street Art, a arte das ruas, baseada na cultura do grafiti e inspirada faccionalmente na geração hip-hop, tida muitas vezes como vandalismo.




Em meados do anos 70, depois da Revolução dos Cravos, a pintura e a escultura começaram a dar os primeiros passos na contemporaneidade, explorando primeiramente (embora tardiamente, quando comparada com a restante Europa) a Pop Art, não pondo num plano inferior a Op Art.

Maria Helena Vieira da Silva, artista que viveu o modernismo e depois a arte contemporânea escolheu a pintura como o seu ícone. Mas também trabalha na azulejaria. O Metro de Lisboa têm nas paredes trabalhos seus. Na azulejaria contemporânea trabalham também Júlio Pomar e Júlio Resende, que se tornam referências na pintura contemporânea europeia.




O Minimalismo entra definitivamente, nos oitentas, na arte contemporânea portuguesa. Revela-se na música erudita, recondidamente, e estende-se à pintura e à escultura. Enquanto na pintura se revela discreto, com formas simplificadas, derivantes do abstraccionismo, com um limitado número de cores, na escultura entende-se como exibicionista este movimento. Na escultura minimalista o detalhe e o pormenor não são postos de lada, são ostensivamente exibidos, juntamente com cores e relacionados intimamente com os jogos lumínicos artificiais instalados no espaço de exibição da escultura. A gravura passa pelo mesmo processo.

A fotografia torna-se uma arte de excelência, esquecida desde o surrealismo e retomada em Portugal nos oitentas. A fotografia minimalista compreende os elementos comuns à escultura e à pintura do mesmo estilo.




Ainda não muito célebre entre os espectadores portugueses, nem muito reconhecida a nível europeu, a instalação está ainda «perto da partida». Todavia, alguns artistas empenham-se no reconhecimento desta arte, que entrou em Portugal, já nos anos noventa, no centro de uma cultura rock. Joana Vasconcelos é a mais célebre. Representou, em 2005, inclusive, Portugal na Bienal de Veneza com um instalação de nome A Noiva.

Néctar é um lote de duas esculturas que integram a Colecção Berardo, sediada no CCB, a par da sua instalação Aladino.

Nenhum comentário:

JcSHOW

Seguidores

Onde está o rei!

JC no Youtube

Loading...

No you, it´s 4shared