terça-feira, 17 de junho de 2008

Dia Mundial do Meio Ambiente e Cagnano Varano (Grotta di San Michele), Monte Gargano - Itália

O Dia Mundial do Meio Ambiente é o evento ambiental mais importante das Nações Unidas (ONU), que é celebrado em 5 de junho de cada ano em mais de 100 países. Este ano o tema é: Deixe o hábito! À caminho de uma economia baixa em carbono.

A indústria do turismo está estreitamente relacionada às mudanças climáticas, uma vez que envolve o movimento de ida e volta de passageiros e hóspedes entre suas casas, destinos turísticos, e hotéis onde se hospedam.
O turismo e as mudanças climáticas:
As emissões de CO2 geradas diretamente pelo turismo são responsáveis por 5% das emissões globais de CO2. Existe uma enorme variação nos níveis de emissões nos diversos segmentos do turismo e tipos de viagem. As viagens de carro e de trem correspondem a 34% de todas a viagens no mundo, mas são responsáveis somente por 13% de todas as emissões de CO2. Por outro lado, as longas viagens ocorrem somente em 2.7% de todas as viagens de turismo, mas contribuem com 17% de todas as emissões do turismo. Existem diversas medidas que podem ser adotadas, sejam por empresas, municipalidades ou cidadãos, para diminuir nossas emissões de carbono, que envolvem, por exemplo: melhorias na eficiência energética, uso de fontes energéticas renováveis, conservação de matas, e consumo racional de recursos.

Gargano é um histórico e geográfico italiana sub-região situada em Apulia, composto por uma gama isolado maciço montanhoso feita de montanhas e vários picos e formando a espinha dorsal do Promontório de Gargano projetando no Mar Adriático. O ponto alto é Monte Calvo em 1065 m (3.494 pés). A maioria da área de sequeiro, cerca de 1.200 km 2 (460 sq mi), faz parte do parque Nacional Gargano, fundada em 1991. É dentro do italiano Província de Foggia. A península de Gargano é parcialmente coberto pelos restos de uma antiga floresta, Foresta Umbra, a única parte remanescente na Itália do antigo carvalho e faia floresta que cobria grande parte da Europa Central, bem como as florestas deciduous Apeninos montane bioma. Horace falou de os carvalhos de Garganus na Ode II, ix.

Aparição de São Miguel no Monte Gargano
No fim do século V, um pastor que apascentava uma manada de vacas no alto do Monte Gargano, na Itália, província da Puglia, querendo obrigar um novilho a sair de uma caverna onde se refugiara, desferiu lá dentro uma flecha, a qual retrocedeu com a mesma velocidade, vindo ferir quem a lançara. Este fato causou admiração nos que presenciaram este acontecimento e a notícia foi longe e chegou também aos ouvidos do Bispo de Siponto, cidade que ficava no sopé da montanha. Julgou ele tratar-se de algum misterioso sinal da parte de DEUS e ordenou um jejum de três dias em toda a diocese, pedindo ao SENHOR se dignasse revelar-lhe do que se tratava. DEUS escutou as orações do Prelado e, passados três dias, apareceu-lhe o Arcanjo São Miguel declarando-lhe que o SENHOR queria que a ele, Anjo tutelar da Igreja, e aos outros Anjos, se edificasse naquela caverna, onde se manifestou o prodígio, uma igreja em sua honra, para reavivar a fé e a devoção dos fiéis no seu amor e proteção, como Anjo custódio da Igreja Católica. Tendo o Bispo comunicado ao povo a visão que tivera e o que lhe fora pedido, foi ele próprio, com muita gente, observar o local. Encontraram uma caverna espaçosa em forma de templo, cavada na rocha, com uma fenda natural na abóbada, de onde jorrava a luz que a iluminava. Nada mais era preciso que pôr um altar-mor para celebrar os Divinos Mistérios. Levantado o altar, o Bispo consagrou-o. Todos os povos vizinhos acudiram para a cerimônia cheios de alegria e a festa durou vários dias. Nunca mais até hoje se deixou de celebrar ali a Santa Missa, como também os outros ofícios litúrgicos,e DEUS consagra este lugar através dos séculos, com graças e milagres de toda a espécie, em favor dos que lá acorrem, doentes de corpo e alma, mostrando quanto lhe é grata a devoção em honra do glorioso arcanjo São Miguel que defendeu, quando da revolta de lúcifer, a fidelidade ao DEUS Uno e Trino, soltando este grito: QUEM E COMO DEUS?

O Santuário do glorioso Arcanjo na gruta do Monte Gargano, é considerado um dos mais célebres e devotos de todo o Mundo. A Igreja, para atestar este fato histórico, marcou para o Calendário Litúrgico Universal a Festa Comemorativa desta aparição, no dia 8 de maio. Esta festa foi obrigatória para toda a Igreja até à nova reforma litúrgica do Concílio Vaticano II.
Atualmente, só é obrigatória na diocese de origem e em alguns calendários particulares.
Minha experiência
Em 1995, eu e meu marido resolvemos fazer uma Peregrinação pela Itália, onde incluímos a intenção de visitar esta gruta tão famosa. Fomos munidos de um mapa, no dia 28set, em direção ao famoso Monte Gargano para celebrar o dia do Arcanjo (29set) naquele santo lugar. Pelo mapa vimos como chegar no Santuário. O mapa apontava para uma cidadezinha chamada Cagnano Varano e pegamos um trem meio capenga e chegamos na cidade às 19 horas. Ao descermos estranhamos... a cidade parecia sem vida, não parecia em nada com uma cidade que abrigasse um Santuário daquele porte! Vi uma moça e perguntei... "Hotel?" e ela, em italiano nos disse que ali não tinha hotel. Hummm... podem imaginar nossa preocupação? Meu marido começou a ficar mais preocupado ainda e eu, munida de muita fé, dizia que encontraríamos um lugar para pernoitar, acrescentando que se o Arcanjo nos levara para aquela cidade é porque ali ele desejava que fosse nosso encontro. Caminhamos em direção a uma praça onde haviam muitos jovens, desses meio mal encarados. Perguntamos pela gruta de São Miguel e um jovem de nome Antonio nos informou que havíamos errado de Gruta. Que a Gruta famosa ficava em outra cidade! E nos disse também que em Cagnano Varano não tinha hotel. Ele foi então andando conosco e disse: "Cagnano Varano é uma cidade esquecida de Jesus". Ele falava em alemão (meu marido é alemão) e pedi que dissesse para Antonio que a cidade não era esquecida de Jesus não porque fora Jesus e São Miguel que nos levara até ela. Pedi então que nos levasse até a Igreja, falaríamos com o Padre local e pediríamos abrigo. Ele nos levou até a Igreja onde o Padre fazia uma "Adoração ao Santíssimo". Esperamos e o Antonio desapareceu. O Padre, Dom Fernando, nos atendeu e disse: - A Gruta famosa fica em outra cidade, no Monte Santangelo, a nossa Gruta de São Miguel não é famosa, mas também tem uma história... amanhã o arcebispo virá para uma missa na cidade onde colocaremos a pedra fundamental na igreja nova, de São Francisco que vamos começar a construir, e eu, bem cedinho, celebrarei uma missa na Gruta de São Miguel. Pedimos para o Padre para nos abrigar lá no salão paroquial e que depois da missa iríamos embora. Ele disse então que nos receberia em sua casa! Fomos para a casa Paroquial, o padre arrumou nosso quarto, preparou um lanche com pão italiano, manteiga, queijo, uvas e...vinho! Nossa! Fomos tão bem tratados...! Tomamos um banho, lanchamos e fomos dormir porque o dia 29 seria inesquecível!

Pela manhã tomamos nosso café e caminhamos a pé para a Gruta. O Padre ofereceu carona mas não aceitamos, queríamos caminhar à pé até o Santo lugar. Caminhamos alegres naquela manhã de domingo e no meio do caminho encontramos uma figueira imensa repleta de doces figos. Ficamos lá comendo... celebrando... e fomos para a Gruta!
Eis a gruta:

Nós bebemos dessa água, nós tocamos essas paredes, pisamos nesse lugar maravilhoso, nessa gruta escondida de São Miguel! Nós participamos de uma missa, éramos 33 pessoas... tudo foi divino, principalmente o evangelho:
Jesus viu Natanael aproximar-se e comentou: "Eis aí um israelita verdadeiro, sem falsidade."
Natanael perguntou: "De onde me conheces?"
Jesus respondeu: "Antes que Filipe chamasse você, eu o vi quando você estava debaixo da figueira."
Natanael respondeu: "Rabi, tu és o Filho de Deus, tu és o rei de Israel!"

Trouxe comigo duas pedras da Gruta que guardo com carinho até hoje... Depois, deixamos no quarto uma doação para a nova Igreja e o amigo do Padre nos levou para San Giovani Rotondo, terra do Padre Pio, onde tivemos uma experiência muito aterradora... um terremoto! De lá, partimos para, finalmente, a Gruta famosa em Monte Santangelo. Bom... o que dizer do Monte Santangelo e da gruta famosa... Bonita, opulenta, mas... intocável, frio como um monumento histórico muito famoso. Prá falar a verdade... eu nem lembro direito como era! Mas daquela gruta escondida... lembro de tudo e principalmente a minha alegria em receber acolhimento do padre e ter certeza de que o Arcanjo Miguel foi nosso guia!

Em 1998 retornamos em Cagnano Varano com uma imagem de Nossa Senhora Aparecida. Quando chegamos lá a nova Igreja tinha sido inaugurada há uma semana... em outra Festa de São Miguel em 8 de maio (exatamente o dia em que iniciamos a viagem), e o padre nos disse que nossos nomes foram colocados na Igreja junto com a pedra fundamental, no dia 29 de setembro! Meu Deus, que honra!
Eis o meu relato. Tenho o Arcanjo Miguel como Guia Espiritual, ele é nosso Anjo de Luz.
Fada San em homenagem ao dia de São Miguel - 29set2008

Nenhum comentário:

JcSHOW

Seguidores

Onde está o rei!

JC no Youtube

Loading...

No you, it´s 4shared