terça-feira, 17 de junho de 2008

Japão - Brasil / 100 anos de imigração



O emblema é representado pela justaposição gráfica das bandeiras do Japão e do Brasil e suas semelhanças geométricas representando a união cultural e histórica dos dois países; as bandeiras estão dispostas de maneira invertida remetendo à idéia de Brasil e Japão também se situarem em posições invertidas no globo terrestre; possui elementos que insinuam dobraduras, que conferem mais textura e dinamismo ao desenho, além de ser uma alusão à arte japonesa do origami; a aplicação da técnica 3D sobre as bandeiras, de modo que se as bandeiras remetem ao passado e à tradição; por outro a tridimensionalidade do 3D dá ao emblema mais modernidade, mais futuro.


CONSULADO DO JAPÃO "JET PROGRAMME" 10 a 30 de junho

Estas fotos que retratam alguns Festivais (Matsuri) realizados no Japão, foram tiradas por brasileiros contratados como coordenadores de relações internacionais pelo "JET Programme" e que atuam ou atuaram em prefeituras do país do sol nascente. Neste programa do governo japonês, brasileiros divulgam a cultura brasileira e a língua portuguesa nas cidades no Japão, tendo como objetivo o intercâmbio cultural e a mútua compreensão entre as nações.

Realização: Metrô de São Paulo e Consulado Geral do Japão em São Paulo (www.sp.br.emb-japan.go.jp)


CARPAS - SÍMBOLO DE FORÇA, CORAGEM E SUCESSO - 10 a 30 de junho

Na cultura japonesa as Carpas são consideradas jóias vivas que nadam. Representam, também a coragem do indivíduo, pela busca do aperfeiçoamento espiritual. Artistas plásticos reuniram-se e criaram com diversos materiais (papel, tecido, madeira, metal), obras de arte que representam este peixe, para mostrar o equilíbrio e o espírito coletivo da cultura japonesa.

Realização: ABAPC - Associação Brasileira dos Artistas Plásticos de Colagem
Curadoria: Robert Richard


O QUE SOBROU DE TOKYO - 10 a 30 de junho

Excessos e sobras. Poucas palavras definem tão bem a cidade de Tokyo. Ao se produzir uma matéria jornalística na capital japonesa, é difícil transmitir em apenas algumas páginas tudo o que é visto, ouvido e sentido dentro da gigantesca metrópole nipônica. Muito do que é registrado, não entra na matéria principal por uma simples questão editorial, e o que sobrou de Tokyo não pode ser desperdiçado.

Fotos: Mariana Spagnuolo
Concepção: Pablo Yuba
Realização: Editora JBC - "Japan Brazil Communication"


ESPAÇO "DESIGN" - OBJETOS E AMULETOS DA SORTE - 10 a 30 de junho

Os amuletos e talismãs estão presentes no cotidiano do povo japonês. Acredita-se que alguns amuletos tragam sorte nos negócios, outros que afastem os males ou ainda que auxiliem na realização de um desejo. Independente do objetivo, são muito apreciados e ofertados para amigos e familiares.

Realização: Metrô de São Paulo e Consulado Geral do Japão em São Paulo (www.sp.br.emb-japan.go.jp)


VITRINE DE IKEBANA - 1 a 30 de junho

A natureza de uma flor é ser bela; essa beleza natural é transformada em arte no arranjo de "Ikebana", dando-lhe outra vida e beleza. Essa nova luz das flores só é alcançada através da emoção e dedicação que o artista vai aprimorando durante toda a sua vida.

Realização: Metrô de São Paulo e Associação de Ikebana do Brasil
Patrocínio: Yakult


USAGI YOJIMBO HOMENAGEM A MIYAMOTO MUSASHI - 10 a 30 de junho

Esta exposição apresenta o personagem Usagi Yojimbo, um coelho samurai, que representa metaforicamente o grande mito japonês Miyamoto Musashi, o maior de todos os lendários samurais do Japão. Com passagens da história de Musashi, ela mostra como a literatura pode inspirar o universo das histórias em quadrinhos.

Editora: Editora Devir


INTERPRETAÇÃO - 10 a 30 de junho

Resultado de um trabalho que começou em 2001, este projeto busca o significado e a interpretação da vida e da arte, em manchas no concreto das estações do Metrô de São Paulo. O artista Sérgio Koiti busca transformar as coisas ao seu redor e sugerir às pessoas o lado positivo delas.

Realização: Sérgio Koiti


CONEXÃO BRASIL - JAPÃO NO METRÔ - 10 a 30 de junho

Mostra composta por obras de artistas plásticos do Bunkyo, com intensa atuação no contexto da arte Nipo-Brasileira, que representa a centenária visão do imigrante japonês, conectando as duas culturas, tanto na alegria das cores brasileiras, como na delicadeza tradicional nipônica.

Realização: Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social Bunkyo


Vitrine do MASP - TEMPLOS, SANTUÁRIOS E CASTELOS SECULARES - 10 a 30 de junho

Algumas destas construções, consideradas como Patrimônio Histórico da Humanidade pela UNESCO, foram representadas em maquetes e têm como objetivo divulgar a beleza da cultura, história e arquitetura nipônica.

Realização: Metrô de São Paulo e Consulado Geral do Japão em São Paulo (www.sp.br.emb-japan.go.jp)


MANABU MABE - 10 a 30 de junho

A exposição traz algumas das obras de um dos pioneiros da arte abstrata no Brasil. Japonês naturalizado brasileiro, Manabu Mabe participou de diversas exposições, foi premiado na II Bienal Internacional de São Paulo e teve destaque internacional da Bienal de Paris.

Produção: Cinelando Produções Artísticas e Consulte Mídia
Realização: Associação para Comemoração do Centenário da Imigração Japonesa no Brasil. www.centenario2008.org.br


O JAPÃO DAQUI - 10 a 30 de junho

A exposição fala da imigração japonesa como uma parte integrante da nossa história. Por meio de uma experiência de sons, palavras e sentidos ilustra uma trajetória singular de enriquecimento e aprendizado mútuos.

Realização: Editora Abril
Patrocínio: Bradesco e Sony


IMIGRAÇÃO JAPONESA NAS PÁGINAS DO SÃO PAULO SHIMBUM - 10 a 30 de junho

A exposição conta um pouco da história da imigração japonesa, por meio das páginas do jornal São Paulo Shimbun, fundado por Mituto Mizumoto em 12 de outubro de 1946; o primeiro jornal editado em língua japonesa, após a Segunda Guerra Mundial e o mais tradicional veículo de comunicação da comunidade nipo-brasileira.

Realização: Empresa Jornalística São Paulo Shimbum
www.spshimbum.com.br


IMAGENS DO SOL NASCENTE PARA A TERRA CHAMADA BRASIL - 10 a 30 de junho

O trabalho da artista Tamie Ishiguro enfoca o uso da linguagem visual como ferramenta para transpor diferenças culturais e captar cores, texturas e formas do Japão, educando o olhar para um mundo mais globalizado e integrado mutuamente.

Produção: Cinelando Produções Artísticas e Consulte Mídia
Realização: Associação para Comemoração do Centenário da Imigração Japonesa no Brasil. www.centenario2008.org.br


O MUNDO DE MOKITI OKADA / A VISÃO DE UM JAPONÊS SOBRE A NATUREZA - 10 a 30 de junho

Fotografias realizadas pelo Associação dos Fotógrafos Itinerantes do Japão, retratam as quatro estações deste país. Exibe aspectos peculiares dos jardins e das construções típicas japonesas.

Realização: MOA Internacional do Brasil
Apoio cultural: Museu de Belas Artes da Cidade de Atami-Japão e Museu de Belas Artes MOA da Cidade de Hakone-Japão


AKINORI NAKATANI / UMA EXPRESSÃO ENTRE DUAS CULTURAS - 10 a 30 de junho

Explorador máximo das possibilidades de criação através do barro, o artista procura algo perdido em sua vida de ceramista, em seu cotidiano e na civilização atual. A exposição faz uma breve retrospectiva das obras de Akinori Nakatani, em busca da materialização cognitiva entre a cerâmica e a essência da vida.

Produção: Cinelando Produções Artísticas e Consulte Mídia
Realização: Associação para Comemoração do Centenário da Imigração Japonesa no Brasil. www.centenario2008.org.br


ARTE COLETIVA - 10 a 30 de junho

Feito coletivamente por japoneses e brasileiros, esse trabalho tem linguagens artísticas que abrangem um vasto período da história do Japão. Migram do milenar para o contemporâneo, do material para o virtual, utilizando-se de Ikebana, aquarela, fotografia e arte ditigal.

Produção: Cinelando Produções Artísticas e Consulte Mídia
Realização: Arte Coletiva e Associação para Comemoração do Centenário da Imigração Japonesa no Brasil. www.centenario2008.org.br


CULTURA, TRADIÇÃO E MODERNIDADE -
Est. Sé: 15.jun. às 12h30 Est. Tatuapé: 27.jun. às 17h30

Em comemoração ao Centenário da Imigração Japonesa, no dia 15 de junho haverá apresentação de Sanshin - instrumento tradicional da região de Okinawa no Japão, Odori dança tradicional japonesa - e Bu no May - artes marciais com danças tradicionais. Já no dia 27, haverá apresentação de Aikidô; e além do Matsuri Dance danças que misturam ritmos do ocidente com as batidas orientais do Taikô - , os instrumentais tradicionais Shakuhachi e Koto acompanharão a dose.

Produção: Cinelando Produções Artísticas e Consulte Mídia
Realização: Associação para Comemoração do Centenário da Imigração Japonesa no Brasil. www.centenario2008.org.br

ORIGAMI DO CENTENÁRIO - 10 a 30 de junho

O movimento "Origami do Centenário" faz parte da homenagem oficial do Governo Brasileiro, de amplitude nacional e internacional (Japão) em comemoração ao Centenário da Imigração Japonesa, que envolverá todas as comunidades, através da confecção de 500 mil origamis.

Realização: Grupo Parlamentar Brasil - Japão, Instituto Paulo Kobayashi e a JCI Junior Chamber International - Brasil Japão
Promoção: Governo Federal, Supremo Tribunal Federal e Câmara dos Deputados
Patrocínio: Banco do Brasil, Correios, Infraero, Caixa Econômica Federal , Usiminas e Banco Real
Visite: www.origamidocentenario.com.br


OFICINA DE ORIGAMI - Dias 18 e 25 de junho das 15h às 16h30

A artista plástica Alzira Cattony, ensinará em duas oficinas a arte milenar de dobrar papel.O repertório abrangerá peças utilizadas pelos samurais: KABUTO (capacete), YAKKO e HAKAMA (vestimentas).A artista plástica Alzira Cattony, ensinará em duas oficinas a arte milenar de dobrar papel.O repertório abrangerá peças utilizadas pelos samurais: KABUTO (capacete), YAKKO e HAKAMA (vestimentas).

Nenhum comentário:

JcSHOW

Seguidores

Onde está o rei!

JC no Youtube

Loading...

No you, it´s 4shared