terça-feira, 17 de abril de 2012

Ponte Hercílio Luz - Florianópolis e São Jose / SC

A ponte Hercílio Luz está localizada no estado brasileiro de Santa Catarina, foi construída para ligar o continente à ilha de Santa Catarina (ligando a parte continental da capital, Florianópolis, à parte insular). A ponte Hercílio Luz é uma das maiores pontes pênseis do mundo e a maior do Brasil. Teve sua construção iniciada em 14nov1922 e foi inaugurada a 13mai1926. O comprimento total é de 819,471 metros, com 259 metros de viaduto insular, 339,471 metros de vão central e 221 metros de viaduto continental. A estrutura de aço tem o peso aproximado de cinco mil toneladas, e os alicerces e pilares consumiram 14.250m³ de concreto. As duas torres medem 75 metros, a partir do nível do mar, e o vão central tem altura de 43 metros. A ponte foi projetada e construída durante o governo de Hercílio Luz para ser a primeira ligação terrestre entre a ilha e o continente. O idealizador não viu seu sonho ser concluído, pois morreu em 1924, doze dias depois de inaugurar uma réplica de madeira, construída na Praça XV especialmente para o ato simbólico. O nome da obra seria Ponte da Independência, o qual foi mudado após a morte de seu idealizador, em póstuma homenagem. O projeto é de autoria dos engenheiros estado-unidenses Robinson e Steinmann, e todo o material nela empregado foi trazido dos Estados Unidos da América, tendo sido construída por equipe composta de dezenove técnicos especializados norte-americanos e operários catarinenses. A inauguração da ponte Hercílio Luz, numa tarde chuvosa, em 13mai1926, acabou com um antigo sofrimento dos então 40 mil habitantes de Florianópolis: depender de balsas para atravessar da ilha ao continente ou vice-versa. Monopolizado, o serviço sequer oferecia cobertura para proteger os passageiros do sol ou da chuva. Em 1935 O governador Hercílio Luz resolveu construir a ponte para consolidar Florianópolis como capital de Santa Catarina. Àquela altura, as outras cidades do estado consideravam a ilha muito distante para ser o centro administrativo e político do estado e, em conseqüência, havia um movimento pregando a mudança da capital para Lages. Depois de obter empréstimo equivalente a dois orçamentos anuais do Estado de Santa Catarina, o governo finalmente iniciou a construção da ponte em 1922. Todo o material foi trazido pelos estado-unidenses, os engenheiros Robinson e Steinmann. O pagamento dos empréstimos, feitos junto a bancos norte-americanos, só foi concluído em 1978, mais de 50 anos após a inauguração da ponte. Desde o princípio, o processo de financiamento foi complicado. O primeiro banco que havia emprestado os 20 mil contos de réis ao governo catarinense faliu. Assim, um novo empréstimo teve que ser obtido, atrasando as obras. Além disso, uma manobra dos banqueiros estado-unidenses fez com que o Estado de Santa Catarina se responsabilizasse por dívidas da instituição falida. Ao final, o custo atingiu 14 milhões 478 mil 107 contos e 479 réis — praticamente o dobro do orçamento do Estado à epóca. Desde que foi fechada, em 1982, por medida de segurança, a Ponte Hercílio Luz serviu apenas de cartão postal, como ponto de referência e para embelezamento da cidade. Reaberta em 15mar1988 somente ao tráfego de pedestres, bicicletas, motocicletas e veículos de tração animal, foi novamente fechada por completo em 4jul1991, depois que um relatório de análise de viabilidade da reabertura do tráfego da ponte foi apresentado em fevereiro de 1990. O pesadelo do desabamento tornou-se constante na vida das pessoas. Esse temor, entretanto, foi eliminado justamente no dia em que a ponte completou 71 anos de idade. A obra clássica da engenharia internacional foi tombada como patrimônio histórico e artístico. O mirante situado à cabeceira insular proporciona uma das mais belas vistas panorâmicas do centro da cidade. Na área também estão situados o Museu da Ponte e o Parque da Luz (Florianópolis). Uma parceria entre o Governo Federal, do Estado e a Prefeitura de Florianópolis em 2005 proporcionou o início das obras de restauração da ponte Hercílio Luz. O prazo máximo para a entrega da restauração era dia 13mai2012, quando a ponte completasse 86 anos. Mas a burocracia e a troca do governador do estado fez com que as obras atrasassem. O novo prazo de entrega é para a metade de 2013. Link para arquivo de imagens digital (PPT): http://www.4shared.com/office/xFnG9YlB/SC_-_Florianpolis_ponte_Hercil.html São José é um município brasileiro do estado de Santa Catarina. Já integrou a extinta região metropolitana de Florianópolis, no litoral do estado, conurbando-se com a capital catarinense. Tem cerca de 200 mil (2008) habitantes e não possui curso de água relevante. Faz divisa com as cidades de Palhoça e Biguaçu. Na divisa com Palhoça, encontra-se o rio Imaruim. Também possui limites com a capital, Florianópolis, os quais não se distinguem com claridade devido à conurbação existente. A cidade faz limite com a porção continental de Florianópolis, sendo banhada pelas baías norte e sul, na qual recentemente construíram um aterro (veja foto) e é seccionada por uma rodovia de importância internacional: a BR-101, parte da Rodovia Panamericana que liga os grandes centros de Rio de Janeiro e São Paulo à capital do Estado do Rio Grande do Sul - Porto Alegre. Além desta, cruza parte da cidade o trecho inicial da BR-282, que dá acesso ao oeste do Estado. Às margens da BR-282, onde esta entroncada na BR-101, localiza-se o Shopping Center Itaguaçu. Os limites com Florianópolis são determinados, ao sul, pelo rio Araújo que separa o bairro Campinas de Capoeiras, já em Florianópolis e ao noroeste pelo rio Büchler, em Barreiros. Mais ao norte a cidade se limita com o município de Biguaçu e, ao sul com o município de Palhoça. A oeste se limita com o município de São Pedro de Alcântara, o qual se emancipou de São José em 1994. Foto aérea onde aparece, à esquerda, o continente e o aterro da Baía Sul e à direita o mar. A maioria da população é de ascendência açoriana, mas existem também os descendentes de alemães, polacos, espanhóis, etc. Distritos e Bairros de São José - Conforme a Lei Municipal N°3514(05/06/2000) que determina a definição dos distritos e dos bairros de São José: Distrito Sede / Distrito Industrial / Centro / Colônia Santana / Fazenda Santo Antônio / Flor de Nápolis / Forquilhas / Forquilhinhas / Jardim Pinheiros / Picadas do Sul / Ponta de Baixo / Praia Comprida / Roçado / Potecas / São Luiz / Sertão do Maruim / Bosque das Mansões.
Distrito de Campinas - Kobrasol. O nome kobrasol, vem da únião do nome das três maiores empresas da região e que se uniram para urbanização da planice de São José, que na época era apenas um aeroclube. Koerich + Brasilpinho + Cassol foi a únião quase que perfeita que deu origem a um dos nomes mais populares da grande Florianópolis. Distrito de Barreiros - Areias - Barreiros - Bela Vista - Floresta - Ipiranga - Jardim Cidade de Florianópolis - Nossa Senhora do Rosário - Potecas - Real Parque - Serraria - Jardim Santiago - Pedregal. Em 1750, chegaram à Capitania do Desterro 182 açorianos, que mais tarde fundariam São José da Terra Firme, hoje simplesmente "São José", a quarta cidade mais antiga de Santa Catarina (também a quarta maior população, atrás, apenas, de Joinville, Florianópolis e Blumenau). Em 1755, já existia uma pequena capela e um vigário, José Antônio da Silveira. Hoje, no local encontra-se a Igreja Matriz do município. O título de freguesia chegou 6 anos após a fundação do povoado, em 1756. Para estudar o potencial dessa freguesia, cujos limites iam até Lages, o vice-rei Luiz de Vasconcelos e Sousa ordenou em 1787 que o Governador da Província na época, José Pereira Pinto, convocasse o alferes Antônio José da Costa. Começava, então, o reconhecimento da terra. Em 1797 já havia uma população de 2.079 pessoas, incluindo os escravos. Foi em 1833 que São José passou de freguesia a vila, evento este recebido com muita festa. Em 4 de maio São José tornou-se, enfim, município. Feliciano Nunes Pires foi nomeado presidente da Província. Além de Desterro e de Santo Amaro da Imperatriz, São José também recebeu a visita imperial de D. Pedro II e Dona Teresa Cristina em 1845.

Nenhum comentário:

JcSHOW

Seguidores

Onde está o rei!

JC no Youtube

Loading...

No you, it´s 4shared