sábado, 24 de março de 2012

África - República de UGANDA (Queen Elizabeth National Park)

República de Uganda, é um país sem ligação com o mar no leste da africa. Faz fronteira a leste com o Quenia, a norte com uma porção substancial do Lago victoria, que também é partilhado pelo Quenia e pela Tanzânia, com a qual também fronteira a sul. O nome Uganda deriva do reino do Buganda, que ainda hoje é considerado administrativamente como uma entidade semi-autônoma, compreendendo toda a Região Central do país, incluindo a capital Kampala. Os túmulos dos Reis do Buganda em Kasubi (uma colina em Kampala são considerados patrimônio da humanidade. O Uganda teve a independência da Grã-Bretanha em 9out1962.

O rico planalto entre os dois ramos do Vale do Rift foi habitado por bantus e nilotas desde tempos imemoriais e, quando os árabes e europeus ali chegaram, no século XIX, encontraram vários reinos, aparentemente fundados no século XVI, o maior e mais importante dos quais era o ainda existente Buganda. Esta área foi, em 1888, concedida à Companhia Britânica da África Oriental e, em 1894, o reino do Buganda tornou-se um protetorado do Reino Unido. Realizaram-se eleições a 1mar1961 e Benedicto Kiwanuka tornou-se Ministro-Chefe (similar ao Primeiro Ministro Britânico, porém, totalmente dependente da Coroa) de Uganda, ainda como uma commonwealth.

Cachoeira de Sezibwa
Nos anos seguintes, verificou-se uma luta política entre os apoiantes de um estado centralizado, em vez da federação vigente baseada nos reinos. Como resultado, em Fevereiro de 1966, o então Primeiro Ministro Apollo Milton Obote suspendeu a constituição, assumiu todos os poderes e depôs o Presidente e o Vice-Presidente. Em Setembro de 1967, uma nova constituição proclamou o Uganda como uma república, deu ao presidente poderes adicionais e aboliu os reinos tradicionais. Em 1971, Idi Amin tomou o poder num golpe de estado e dirigiu o país como um ditador durante quase uma década, expulsou os residentes de origem indiana e promoveu o assassinato de um número estimado em cerca de 300 mil ugandeses. O seu regime terminou com a invasão de um exército de rebeldes, apoiados pela Tanzânia em 1979.

Depois deste contra-golpe, a Frente Nacional de Libertação de Uganda formou um governo interino, com Yusuf Lule como presidente, que adotou um sistema ministerial de administração e criou um órgão quase parlamentar, a Comissão Consultiva Nacional (NCC), mas este órgão e o gabinete de Lule tinham visões políticas diferentes e, em Junho de 1979, o NCC substituiu Lule por Godfrey Binaisa. A disputa continuou sobre os poderes do presidente interino, Binaisa foi afastado em maio de 1980 e Uganda passou a ser governado por uma comissão militar dirigida por Paulo Muwanga. Em Dezembro de 1980, foram realizadas eleições, que levaram de novo à presidência Obote, que era vice-presidente de Muwanga. No período que se seguiu, as forças de segurança estabeleceram um dos piores recordes de violações direitos humanos do mundo. Nos seus esforços para terminar com uma rebelião liderada por Yoweri Museveni e o seu Exército de Resistência Nacional (“National Resistance Army” ou NRA), eles praticamente destruíram uma parte substancial do país, especialmente na área de Luwero, a norte de Kampala.

Jinja
Em 27jul1985, uma brigada do exército composta por acholi (uma das etnias do Uganda) e comandada pelo Brigadeiro Bazilio Olara Okello e o General-de-Exército Tito Okello (não são parentes) tomou Kampala e proclamou novamente um governo militar. Obote exilou-se na Zâmbia e o novo regime, dirigido pelo anterior comandante das forças de defesa, o General Tito Okello, iniciou negociações com Museveni, prometendo melhorar o respeito pelos direitos humanos, acabar com os conflitos entre tribos e organizar eleições livres e justas. No entanto, os massacres continuaram, uma vez que Okello tentava destruir o NRA e seus apoiantes. Apesar de negociações em Nairobi, sob a mediação do Presidente queniano Daniel Arap Moi, terem chegado a um acordo de cessar-fogo, o NRA continuou a lutar e, em Janeiro de 1986, capturou Kampala, forçando as forças de Okello a fugirem para o Sudão e colocando Museveni como presidente. Este acabou com os abusos aos direitos humanos, iniciou uma política de liberalização e de liberdade de imprensa e estabeleceu acordos com o Fundo Monetário Internacional, o Banco Mundial e com vários países.
Museveni foi democraticamente eleito em 1996, quando concorreu contra Paul Ssemogere, líder do Partido Democrático, tendo recebido 75% dos votos.

Mercado de Nakasero
Uganda é um país localizado na montanhosa região dos grandes lagos africanos e também é o principal refúgio do gorila-das-montanhas. Território coberto por savanas e selvas equatoriais de altitude, com grande número de rios e lagos, localizado em uma região de planaltos e montanhas no centro-leste do continente africano. Uganda está dividida em duas regiões de montanhas entre os ramos ocidental e oriental do Vale do Rift. No centro, segue-se o vale do Alto Nilo, saindo do Lago Victoria, formando o Lago Kyoga desaguando no Lago Alberto, a noroeste. Desse lago, o rio segue para o norte em direção à fronteira com o Sudão do Sul, onde passa a ser denominado Nilo Branco.

Kampala


Nas montanhas a oeste, dividindo a fronteira com a República Democrática do Congo, erguem-se os Montes Ruwenzori, um maciço montanhoso de vários picos nevados, com 5109 metros de altitude no Monte Stanley ou Monte Margarida, o ponto mais alto do país e o terceiro de toda África. Ao sudoeste, na divisa com Rwanda e também com a República Democrática do Congo, encontram-se os Montes Virunga, com picos de mais de 3000 metros de altitude e formações vulcânicas ativas. Estes dois perfis geológicos são consequência da atividade tectônica do Vale do Rift. A leste, na fronteira com o Quênia, localiza-se o Monte Elgon com 4321 metros em seu ponto mais alto. É um vulcão extinto em um maciço vulcânico, com outros sub-cones numa área aproximada de 3500km², ramificado da cadeia marginal do Vale do Rift Oriental. Por ser uma região de relevo acidentado e vales profundos e extensos no centro e sul, a pluviosidade é abundante, por consequência da umidade das florestas equatoriais. Períodos de estiagem regulares acontecem mais ao norte e nordeste, onde predominam as savanas.

Skateboarding

Uganda tem cerca de 24 milhões de habitantes, vivendo principalmente à beira dos Grandes Lagos Africanos que este país partilha. Estão listadas 39 línguas africanas, dos grupos bantu e nilóticas, entre as quais, a mais falada (por cerca de 16% da população) é a língua "ganda" ou luganda, relativa ao principal grupo étnico deste país, os baganda. Outras línguas faladas pelos residentes no Uganda são o inglês (língua oficial), o kiSwahili e línguas indianas.

O Uganda tem importantes recursos naturais, incluindo solos férteis, chuvas regulares e razoáveis depósitos minerais de cobre e cobalto. A agricultura é o principal setor da economia, empregando cerca de 80% da força de trabalho. O café é o principal produto agrícola exportado. Desde 1986 o governo, com a ajuda de organismos internacionais, tenta reabilitar a economia, através de reforma monetária, do aumento das exportações e melhoria dos salários do funcionalismo público. No ano 2000 Uganda qualificou-se para o programa de ajuda aos países pobres altamente endividados, recebendo o perdão de US$ 1,3 bilhões de sua dívida externa, e do Clube de Paris o perdão de outros 145 milhões de dólares.

















Queen Elizabeth National Park

Queen Elizabeth National Park ocupa uma área de cerca de 1978 km2; sua posição proporciona uma vista magnífica sobre o vale do Rift que ocupa Lago Edward e Gorge. Seu bem sei que é habitat de cerca de 95 mamíferos, juntamente com 612 espécies de birds. Formerly, um historiador conhecido como Douglas Willocks falou sobre as diversas características que levaram à formação do parque em 1952. A área foi estrategicamente localizado com uma vista deslumbrante do Monte Rwenzori, as planícies e a massa composta irregular de montanhas que são bons para atividades como caminhadas. Do outro lado do lago Edward, há uma famosa colina conhecida como Mitumbe que olhar para fora para o Congo. Sua beleza é representada com a mudança de cores do azul ao verde, com declives suaves, distantes e isso torna-se o centro da escuridão na África. A parte oriental do parque é caracterizada com escarpa verde e tranquila que é adquirido a partir do Vale do Rift Ocidental. As características são todas cobertas com cerrado tornando-se um lugar lindo cheio de árvores da natureza Euphorbia. O parque é tão extensa ainda mais ao lado das outras áreas protegidas. Por exemplo Kigezi cobrindo uma área de cerca de 256km2 e com cerca de 154km2. Kyambura fauna definir um lado. As outras áreas incluem Kalinzu reserva de Mata que une a RDC, com cerca de 200km2, juntamente Virunga National Park. Rwenzori Parque Nacional é de cerca de alguns quilômetros para o Norte. Queen Elizabeth National Park tem uma das mais altas classificações de biodiversidade de todo o parque nacional do mundo, mais de 500 espécies diferentes de aves e cerca de 100 espécies de mamíferos. As planícies pastagem suporta uma variedade de animais que podem ser vistos a partir de um veículo na rede de trilhas designadas no parque. Cerca de 20 predadores são encontrados no parque, tais como leões, leopardos, lado despojado chacal e manchado hiena, entre outros.

As espécies comuns antílopes incluem o kob, Bush Buck, topi água e fanfarrão. Outros animais que podem mesmo ser encontrados em Mweya peninsular são; búfalos, elefantes, javalis e hipopótamos. Há também várias espécies de primatas estão disponíveis no parque, incluindo chimpanzés, de cauda vermelha Monkeys, azul, preto e branco macaco colobus, babuínos oliva entre outros. O setor de Ishasha é famosamente conhecida por seus leões de árvores de escalada e também é conhecida por sediar maior concentração mundial de hipopótamos. ITINERÁRIO:

Dia 1: Chegada e Transferência:
Transferência para Queen Elizabeth National Park, que é um dos tesouros pendentes de Uganda e nomeado após a rainha Elizabeth II visita em rota 1954. Em vamos parar no equador que divide a terra em hemisfério norte e sul. Vamos almoçar em Mbarara e, posteriormente, prosseguir com a nossa viagem para o parque. Jantar e pernoite.

DIA 2: movimentação do jogo e Passeio de barco:
Após café da manhã no departamento 06h30 para a unidade na manhã do jogo. O parque tem um trabalho líquido de faixas muitos jogos que terminam em a vila de pescadores Kasenyi. Esperar para ver animais como elefantes, waterbucks, javalis, o Kob de Uganda, rebanhos de búfalos. Cuidado com babuínos e macacos!
Após o almoço, ir para o cruzeiro duas horas de lançamento ao longo do canal Kazinga. Esperar para ver espécies de aves, como o projeto de lei sapato raro, gansos egípcios, o amarelo faturado cegonha, pelicanos branco; hipopótamos e crocodilos nadando enquanto outros aquecer ao sol. Retorno para jantar e pernoite.

Dia 3: Retorno a Kampala.
transferência imediata para Kampala ou (opcional) ir para o rastreamento de chimpanzé no desfiladeiro Kyambura ou ir para a caminhada da natureza na floresta Maramagambo onde cavernas de morcegos em seu caminho, faça uma parada na vila Mpambire tambor, a chance de comprar um tambor fabricados localmente. Fim de Uganda Safari






Nenhum comentário:

JcSHOW

Seguidores

Onde está o rei!

JC no Youtube

Loading...

No you, it´s 4shared