segunda-feira, 3 de março de 2008

Granada



A cidade de Granada é a mais visitada de Espanha graças à sua maravilhosa Alhambra, e a todo o seu conjunto monumental e histórico fruto das diferentes civilizações que lá habitaram. Além da venerada Alhambra, Granada tem muitos outros edifícios de interesse histórico e artístico : a Catedral, a “Capilla Real”, a “Basílica de Nuestra Señora de las Angustias”, a “Iglesia del Salvador”, o “Monasterio de Santa Isabel La Reina”, a “Real Chancillería”, a “Iglesia de San Nicolás”. Muitas destas magníficas obras arquitectónicas encontram-se em Albaicín, conjunto urbanístico declarado Património da Humanidade.



Pelo atractivo desta cidade andaluza que vai mais além do seu vasto e valioso património histórico e artístico, que são o centro de todas as Rotas da Província Andaluz. Graças a sua velha universidade, Granada forma milhares de estudantes de outras cidades e povos espanhóis e do estrangeiro. E é o único lugar da Andaluzia onde se podem praticar os desportos na neve. Serra Nevada, atrai imensos praticantes de esqui e snowboard. Também concorrem em Granada, em qualquer época do ano, muitos aficionados do turismo rural e activo, que elegem esta cidade como ponto de partida para visitar o Parque Nacional , o Parque Natural da Serra Nevada.



A cidade de Granada oferece, junto ao seu ambiente estudantil, uma agitada e interessante vida artística e cultural, com eventos anuais estão destacados como o Festival Internacional de Jazz, o Festival Internacional de Música e Dança, o Festival Internacional de Teatro, o Hocus Pocus Festival. Festival de Magia, etc. Nos diferentes museus e salas de exposições de Granada, além das suas distintas faculdades e residenciais universitárias, também se destaca a cultura e a arte nas suas distintas manifestações, ao longo de todo o ano.



As festas tradicionais como a Semana Santa, que em Granada está declarada Festa de Interesse Turístico Nacional, as Cruzes de Maio e a Feira do Corpo em Junho, constituem outra das importantes senhas da identidade e da cultura dos granadinos, assim como outro ponto de atracção para os turistas que desejam viver o folclore típico de cada zona.



Granada é um município da Espanha na província de Granada, comunidade autónoma da Andaluzia, de área 88,27 km² com população de 238292 habitantes (2004) e densidade populacional de 2699,58 hab/km².



Povoada desde o tempo dos Iberos (século VIII a.C.). Há restos de muralhas defensivas do século VI a.C.. Os romanos chamavam-na Iliberis. Forma parte do Reino Visigodo de Toledo.

Em 711, os árabes, chefiados por Tarik, submetem Iliberis.

Granada representa o culminar do processo da Reconquista cristã da Península Ibérica, já que foi a última cidade a ser tomada aos mouros, pelos Reis católicos.



Foram os Zirís que no século XI trasladaram a capital de Medina Elvira para Medina Garnata, nome referente à fruta do mesmo nome que abundava naquela região.



Em Granada encontra-se a famosa Alhambra, fortaleza e palácio Andaluz, declarada Património da Humanidade pela UNESCO em 1984, e também o Generalife e o bairro de Albaicín. Esta riqueza histórica, fruto da tripla influência muçulmana, judia e cristã, fazem de Granada uma das principais cidades turísticas e culturais de Espanha.



A Universidade de Granada, fundada por Carlos V em 1531, é sem dúvida uma das mais prestigiadas de Espanha, e confere à cidade um ambiente estudantil e variedade de vida nocturna. Contava com quase 60.000 estudiantes em 2003.



O Reino de Granada foi uma unidade política que existiu na Península Ibérica entre 1238 e 1492. Incluía as actuais províncias espanholas de Granada, Málaga e uma parte das províncias de Sevilha, Córdova e Jaén.

As origens do reino de Granada encontram-se no desmembramento do império dos Almóadas perante o avanço das tropas castelhanas. Em 1232 Abu 'Abd Allah ibn Yusuf ibn Nasr al-Ahmar (que governou com o nome Muhammad I entre 1232-1273) declarou-se sultão e tornou-se o fundador da dinastia dos Nasridas, que governaria o reino de Granada. Este rei ordenou a construção do Palácio da Alhambra onde se instalou com a sua corte.



Em 1246 Muhammad I declarou-se vassalo do rei de Castela Fernando III. Através deste pacto de vassalagem o rei compremetia-se a ajudar os cristãos na conquista de Sevilha em troca da protecção castelhana. Apesar disso, os cristãos continuaram a exercer pressão militar sobre Granada, o que motivou Muhammad a pedir ajuda aos Merínidas do norte de África.

Os primeiros contingentes de tropas merínidas estabelecem-se em Granada durante o reinado de Muhammad II e ajudam a repelir os castelhanos. Ali permeneceram até à Batalha do Salado (1340), quando derrotados pelos cristãos se retiram definitivamente para o norte de África.



Para além de lutas internas (conspirações, rebeliões, guerra civil em 1427) e de falta de apoios do mundo árabe, Granada, apesar de conseguir suster alguns avanços de Castela e obter algumas tréguas, não conseguiu reestruturar-se internamente e começou a ceder aos ataques cristãos.



Ainda desencadeou um contra-ataque entre 1433 e 1440, recuperando praças de Castela, mas a partir daqui a história de Granada foi de defesa contra Castela, bloqueios económicos, tréguas e devolução de cativos, até ao golpe final dos Reis Católicos, a 2 de Janeiro de 1492, quando a conquistaram ao rei Boabdil.



No século XVI, apesar do embelezamento e da valorização cultural da cidade e da região pelos espanhóis, ainda havia, na minoria mourisca, sentimentos saudosistas do antigo reino nazerí, como nos levantamentos nas Alpujarras, último foco de resistência árabe.



A dinastia Nasrida foi a última dinastia muçulmana na Península Ibérica, fundada por Muhammad I ibn al-Ahmar na sequência da derrota dos Almóadas na batalha de Navas de Tolosa (1212), o que provocou o colapso do Califado de Córdoba em várias taifas, as terceiras na história política do Al-Andalus. Houve 20 reis (sultões de Granada entre 1238 e 2 de Janeiro de 1492, altura em que o Sultão Boabdil se rendia aos Reis Católicos. Os Nasridas foram os responsáveis pela construção do Palácio de Alhambra.


Link para mais imagens da cidade:
http://www.4shared.com/document/Jt_MMeFd/Granada.html

Nenhum comentário:

JcSHOW

Seguidores

Onde está o rei!

JC no Youtube

Loading...

No you, it´s 4shared