domingo, 16 de março de 2008

Programas do Ministério do Turismo e Embratur



Decreto-lei 55 de 18/11/1966 define a política nacional de turismo, cria o Conselho Nacional de Turismo – CNTur e a Empresa Brasileira de Turismo – Embratur

Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo): Criada em 18/11/1966.



Hoje é responsável pela promoção, marketing e comercialização dos produtos, serviços e destinos turísticos brasileiros no exterior.



EMBRATUR - Jeanine Pires (presidente)







EBT: Escritórios Brasileiros de Turismo são unidades avançadas de promoção, marketing e apoio à comercialização de produtos, serviços e destinos turísticos do Brasil no exterior.















AGENDA DE PROMOÇÃO COMERCIAL: participação em eventos importantes

FITUR (Feira Internacional de Turismo) em Madri: Uma das 39 feiras de turismo em que o Brasil participou em 2006



10 anos atrás: lançamento de cartões postais com mulheres seminuas.

Dias atuais: Divulgar o Brasil como um todo, abordando todos os pontos positivos do país.

Ministério do Turismo



Criado em Janeiro de 2003, com a função de desenvolver o Turismo como uma atividade econômica e sustentável.

Desde sua criação, houve um aumento considerável do número de turistas no país.

Órgão máximo do Turismo no país.



Ministra do Turismo: Marta Suplicy











PROGRAMAS ATUAIS DO MINISTÉRIO



GESTÃO E RELAÇÕES INSTITUCIONAIS:

Programa de Acompanhamento do Conselho Nacional do Turismo
Formulação da Política Nacional

GESTÃO E RELAÇÕES INSTITUCIONAIS:

Programa de Acompanhamento do Conselho Nacional do Turismo
Formulação da Política Nacional



INFRA-ESTRUTURA:
Programa de Desenvolvimento Regional (PRODETUR NE, SUL e JK)

Programa de Acessibilidade: Sinalização turística, apoio a projetos de infra-estrutura turística, adequação da infra-estrutura do Patrimônio Histórico e Cultural para utilização turística e implantação de Centros de Informações Turísticas



ESTRUTURAÇÃO E DIVERSIFICAÇÃO DA OFERTA TURÍSTICA:

Programa Segmentação: estruturação de roteiros turísticos priorizados e fomento ao desenvolvimento dos segmentos turísticos:



SOL E PRAIA, CULTURA, ECOTURISMO, ESPORTE, NEGÓCIOS E EVENTOS

Programa Roteiros Integrados: Elaboração de Planos para o desenvolvimento das regiões turísticas, Salão Brasileiro de Turismo e Inventário da Oferta Turística



QUALIDADE DO PRODUTO TURÍSTICO

Programa de Normatização da Atividade Turística: fiscalização, cadastramento, classificação e certificação

Programa de Qualificação Profissional

Tabela 1: Número de turistas e seus gastos
Visitantes Estrangeiros (em milhões) Gastos dos Visitantes
2002 - 3,78 US$ 1,9
2005 - 5,35 US$ 3,8
Fonte: www.ministeriodoturismo.gov.br. Acesso em 01/04/2007.

Projeto Aquarela:

Plano base para todas as ações brasileiras no exterior.

Criado em 2005, define os produtos, serviços e destinos turísticos do país nos cinco segmentos

Criado após três pesquisas com mais de seis mil estrangeiros em 18 mercados alvos, em todos os continentes.

1ª pesquisa: turistas estrangeiros no Brasil
2ª pesquisa: operadores internacionais turismo
3ª pesquisa: potenciais turistas no exterior.



Projetos integrantes do Plano Aquarela

Excelência em Turismo, Vai Brasil e Marca Brasil.

Marca Brasil:

Surgiu na necessidade de criar uma marca que identificasse o Brasil.



Novo símbolo do turismo nacional

Desenvolvida após pesquisa de percepção de imagem do Brasil em 19 mercados alvos.

O verde está ligado as nossas florestas.

O amarelo ao Sol.

O vermelho e o laranja as festas populares.

O azul ao céu e a água.

O branco as manifestações religiosas.



Utilização da Marca Brasil:

Empresas de turismo: contatar a Embratur e apresentar o projeto.

Produtos comercializáveis: o uso deve ser analisado pelo Comitê de gestão da Marca: Embratur, Secretaria do Governo e Gestão, Fiesp, Inmetro, Apex e Ministério do Desenvolvimento, Industria e Comércio.

Diretoria de marketing: é quem concede o uso.

Fatores Positivos:

Empresas Brasileiras conceituadas no exterior contribuem na divulgação da Marca Brasil.

Aplicação da Marca em todos os programas de promoção, divulgação e comercialização dos destinos, produtos e serviços turísticos do Brasil no mercado internacional.




Estande do Brasil











Fevereiro de 2006: comemoração do 1º aniversário da Marca Brasil.

Carnaval: Marca Brasil tema do carnaval da Portela.
















EMPRESAS QUE UTILIZAM A MARCA: Sandálias Havaianas, Produtos Rosa Chá, Penalty, Ambev (Guaraná Antarctica), TAM, Varig, CVC, Mate Leão, Nestlé

Benchmarking – Excelência em Turismo: Aprendendo com as Melhores Experiências Internacionais:

Projeto organiza viagens técnicas para observação, sob o ponto de vista estratégico e operacional, de destinos reconhecidos internacionalmente pela excelência nos segmentos de ecoturismo, aventura, mergulho, pesca esportiva e cultura – áreas em que o Brasil tem grande potencial de aprimoramento e crescimento.

Para cada viagem, são selecionados até 12 profissionais de turismo – operadores de receptivo, representantes de meios de hospedagem ou de outras empresas especializadas – que desenvolvam atividades relacionadas.

CARAVANA BRASIL: visitas técnicas in loco, de operadores turísticos estrangeiros (divulgação no exterior)



Operadores do Japão no Maranhão

Tópicos para discussão:

Brasil: imagem totalmente estereotipada, ligada ao sexo, futebol e samba, além de outros aspectos que definem o brasileiro na visão do estrangeiro.

Se deve em parte, devido a divulgações feitas de forma equivocada em décadas passadas.

Plano Aquarela e Marca Brasil: esperança em reverter esta atual imagem.

Divulgar o Brasil como um todo, mostrando todas as nossas faces, além de consolidar os nossos serviços como produtos de boa qualidade.

Boa imagem = retornos positivos.

Consciência de que uma imagem não se constrói da noite para o dia.

PRESIDENTE DA SPTURIS (SÃO PAULO TURISMO): SR. CAIO LUIZ DE CARVALHO

DIRETOR DO DEPTO. TURISMO Bureau GUARULHOS: SR. ADAM AKIHIRO KUBO

Questão – prova Enade

Segundo o conceito da responsabilidade social, os responsáveis pelas políticas públicas de turismo devem proporcionar às comunidades receptoras o máximo de benefícios decorrentes do desenvolvimento da atividade turística da região, sempre buscando maximizar os impactos positivos e minimizar os impactos negativos.

A partir das idéias acima, redija um texto que destaque o papel das políticas públicas de turismo no que se refere à responsabilidade social junto às comunidades receptoras de turismo.

Nenhum comentário:

JcSHOW

Seguidores

Onde está o rei!

JC no Youtube

Loading...

No you, it´s 4shared